Chicago PD 3×05/06 Climbing into Bed/You Never Know Who’s Who

Climbing Into Bed e You Never Know Who’s Who aproveitaram para adiantar vários enredos introduzidos nesta temporada.

[…] você pensa que depois de todos estes anos eu sou um especialista em psicologia, mas vou falar a verdade […] acho que nunca vou entender o que os motiva. Você eu acho que entendo. Você não é um cara ruim. Só está procurando algo em que acreditar.” VOIGHT, Hank

Ainda não deu para entender o porquê, mas tivemos um episódio duplo esta semana. Não estamos reclamando. Semana que vem tem episódio novo, e esse evento deve ter servido apenas para ajustar algo na grade da emissora.

Os episódios cinco e seis dessa temporada vieram recheados de conclusões que só levantam mais e mais questões. Um grande presente para os fãs que gostam de procedural, mas que não se esquecem que a série é também um ótimo drama.

As motivações psicológicas estavam em alta, e a loucura parecia não ter fim entre os “bandidos”. Nos dois casos da noite trataram intenções que acabaram saindo do controle. Enquanto dentro do drama da série os personagens ficavam em paz com seus próprios demônios.

Chicago P.D.

É bem comum em roteiros de séries como Chicago PD que isso aconteça. Afinal nós mesmos, no dia a dia, levamos a vida pessoal para o trabalho e vice e versa. Esse tipo de trama cria uma relação mais forte entre os personagens fictícios e a realidade. O público agradece quando o trabalho é bem feito.

Finalmente Truddy volta a ter algum destaque na série, a personagem que andava fazendo apenas seu trabalho na mesa da frente do distrito voltou a mostrar seu lado rígido engraçado. Ao mesmo tempo com o bom coração que se espera das mulheres fortes do show.

Com tantos momentos emocionantes, houve tempo até para trabalhar melhor Sean, que acabou não doando a medula, mas ainda sim garantiu as lágrimas dos telespectadores. A ambiguidade dele é o que mais chama atenção, pois Romam parece desacreditado de tudo na maior parte do tempo, mas de repente ele tem esses momentos de quem realmente se importa.

Com os casais da série se entendendo, de um jeito ou de outro, sobrou para Alvin tomar uma decisão que coloca seu casamento mais uma vez em risco. Depois de decidir assumir que Michelle é realmente sua filha, sem abrir o teste de DNA, pode ser que ele fique na garagem por tempo indeterminado.

No mais, tivemos dois ótimos episódios que poderiam ter sido exibidos separadamente. E você, o que achou destes episódios? Deixe sua nota no placar abaixo. Antes a promo de A Dead Kid, A Note Book and a Lot of Maybes:

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER