Como escolher um reality show musical?

Um dos maiores fenômenos no entretenimento são os reality show. Afinal, como uma fórmula misturando reality + música não daria certo?

Dá tão certo que os vencedores — e até alguns perdedores — realmente fazem sucesso fora do programa e alguns estão aí até hoje! Mas a dúvida cruel é: como escolher um reality show musical para assistir com tantas opções no ar ao mesmo tempo?

Como cada um tem suas peculiaridades e até o nosso Brasil varonil voltou a se aventurar nesse universo, o Box de Séries resolveu ajudar você, caro internauta, a direcionar suas atenções pra um (ou mais, vai saber) reality show que te entretenha ao máximo! Caso queira um resuminho de cada um vale ler o post do Pietro Bellon!

reality shows musicais

1) RECONHECER A ESTRUTURA DOS PROGRAMAS

Saber como o programa funciona ajuda muito, até porque eles têm muita coisa em comum, assim como qualquer reality show do mesmo gênero. Portanto, pesquise bem e veja se o programa vai te agradar. Você pode preferir um programa mais de audições e competições entre certos grupos (The X Factor), ou programa com batalhas diferentes entre técnicos (The Voice) ou programas com apresentações temáticas (American Idol). Além disso, ver quantas temporadas o programa já teve também ajuda, afinal, se você é um aficcionado por reality shows, vai querer ver quem já foram os jurados e até alguns vencedores na época em que não eram famosos! Outro que pode entrar na categoria é o America’s Got Talent, que mistura números musicais com outros talentos e tem até uma versão brasileira.

Drama

2) ESTEJA PREPARADO PARA DRAMALHÕES

Sim, gente, americano principalmente adora um drama. Adora torcer pelo dark horse da competição, ainda mais se ele não tem dinheiro ou o mofo da casa dele o impediu de cantar (sdds The Voice temporada 2). Se você não tem paciência para dramas e apelações, te indico: fuja correndo de reality shows musicais. Porque TODOS ELES têm. Pode ser em menor quantidade (The Voice até que não foca muito, mas os programas produzidos pelo Simon Cowell, olha…), mas sempre tem. Até que o The Voice Brasil não tem tanto, mas é algo que faz com que o público simpatize com um competidor não só pelo talento musical. E histórias de vitória são adoradas por americanos, então não veremos um reality show musical sem apelações e choros tão cedo.

Paises

3) PROGRAMA ORIGINAL X ABRASILEIRADO

E quando você decide por um programa, fica a dúvida: ver a versão americana ou a brasileira? Por enquanto, The X Factor não tem equivalente brasileiro… por enquanto! Mas The Voice Brasil e Ídolos, versões respectivamente dos programas The Voice e American Idol, têm suas peculiaridades, como por exemplo: Ídolos já passou por dois canais brasileiros e continua sem lançar cantores com sucesso no mercado, apenas lançando-os temporariamente. Já o The Voice Brasil estreou ano passado, com sua vencedora ainda na mídia e fazendo relativo sucesso pelo país. O que podemos deduzir é que os canais que investem em programas musicais vindos de franquias americanas estão sendo mais espertos, colocando jurados CONHECIDOS e, de certa forma, queridos pelo público. Salvando-se quando Claudia Leitte imita Christina Aguilera, obviamente.

Jurados

4) OS JURADOS E OS BARRACOS

Sério gente, adoramos barracos, mas tem hora que parece forçado, né? Se você não liga e ADORA ver o circo pegar fogo, pode ter certeza de que barracos existem. Nas primeiras temporadas do The Voice americano então, Christina Aguilera parecia mais incomodada de estar quase do lado de Adam Levine do que de ter candidatos fracos na sua equipe. Agora que ela aquietou o facho, resolveu ser esperta e usar os programas para divulgar seu trabalho e tentar voltar ao estrelato. Oh well, um dia. Quando os jurados não usam os programas para se promoverem, usam para soltar a franga e descontar a raiva um no outro. E, no fim do dia, isso dá audiência. Até quem não parece que faria barraco, faz! E esse item é tão importante que fizemos um post nessa mesma coluna esse ano falando disso! E a nossa querida #GONGSHOW também não deixou de falar!

vencedores

5) NÍVEL DE SUCESSO DOS CANDIDATOS PÓS PROGRAMA

O candidato pode até não ter ganhado o programa, mas o tanto de candidatos que conseguiram se dar bem na carreira artística, ou seja, musical, atuando etc., mostra muito se o programa faz sucesso, até mesmo com o próprio público. Afinal, é quem assiste ao programa que vai falar prazamigas que aquele cantor é bom, ou que ele atuando foi super bem! Nem precisamos dar exemplos de gente bem sucedida não é? Assim como há os floops, o que vale a pena ser considerado: gastarei meu tempo vendo esse programa que só tem perdedor ganhando? Fica a dica aí!

Claro que há muito mais critérios a serem avaliados, mas o importante é dar uma chance e começar, seja de qual temporada for. Assista o primeiro episódio e veja se ele te prende. Se prendeu, pode pegar a barraca, a pipoca de microondas e o carregador do celular, porque você vai ficar o final de semana todo internado até ver se o teu favorito foi eliminado! Pode ter certeza!

Menção honrosa: devemos mencionar o pioneiro aqui no Brasil, antes da febre dos reality shows musicais: Fama, atração das tardes de sábado da Rede Globo, com apresentação da Angélica. Quem aí não se lembra de Cidia e Dan?

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER