Como está a TV Brasileira?

Já virou hábito falar mal da televisão. Adoramos reclamar da novela, reclamamos que os jornais são ultrapassados, que a Fátima só apresenta assuntos nada a ver e fazemos piadinhas sobre como o cara do Bem Estar é o tio do pavê. Em qualquer horário do dia é possível entrar no Twitter e, sem dificuldade, encontrar algum comentário sobre o que está passando na TV.

Preciso confessar que, as vezes, acho que não tem mais jeito. Que tudo é feito como sempre foi, que nunca vai evoluir, nunca vai melhorar. Adoro ver como a própria consegue trazer toda a esperança novamente. Nem sempre as ações deixam de ser feitas por falta de vontade ou inviabilidade técnica.

Esquecemos que as grandes emissoras precisam produzir conteúdo para todos e seguir regras. A programação precisa ser acessível para toda a população do país, não dá para forçar programas para alguns nichos. Quando o fazem, fracassam. O máximo de segmentação que conseguem é por faixas de horário.

amorteamo_logo

Ainda assim, as principais emissoras liberam a exibição de toda a programação via web. A Globo — e os respectivos braços — possui apps que facilitam o acesso em versão mobile. Assim como o SBT e a Band. A primeira já faz testes produzindo web séries e recentemente, para a estreia de “Amorteamo”, fez o lançamento primeiro no site. Pela manhã o início do episódio fica disponível no Gshow, de noite é transmitido por inteiro na televisão.

E no último sábado, dentro do programa do Raul Gil, o “dono” da RedeTV, brevemente, falou o que pensa sobre o futuro da TV brasileira. Verdade que ele soltou a pérola de que pode falar o que quiser porque não pode ser demitido. Mas, perguntado sobre o que achava da internet, do pessoal assistindo coisas diferentes, com linguagens diferentes em qualquer lugar, ele explicou:

marcelo-redetv

É a coisa mais maravilhosa do mundo. Nós somos produtores de conteúdo, não somos mais broadcasters. (…) No futuro, vamos ser vistos por todas as plataformas. Ainda não é a principal maneira de assistir, o sujeito que está no trem, no ônibus, com o seu celular. Ainda não é, mas vai ser. (…) Na RedeTV, nosso maior investimento é em digitalização. (…) Antigamente valia mais quem tinha mais antenas, hoje em dia não. — CARVALHO, Marcelo

Ou seja, apesar de estar em uma emissora de menor orçamento, com menos possibilidades, ele tem a total noção de que o papel da televisão talvez já não seja mais o de criar uma programação para toda a população brasileira, medir tudo através do IBOPE.

A tecnologia possibilita que se alcance qualquer pessoa, em qualquer lugar, basta ser bom, ter conteúdo. Via web a medição de audiência é quase exata. Aquele conteúdo que foi criado vai alcançar o seu público, onde quer que ele esteja. O que ainda falta é identificar os formatos que dão certo e as formas de lucrar com eles.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER