Conheça a nova sensação: The Voice

Bom dia para você, JukeBoxer que acordou mais feliz nesse dia de terça-feira porque sabe que hoje tem matéria nova na JukeBox! E o tema da semana é o reality show que anda bombando lá fora: The Voice. Não conhece? Então vamos lá!

O programa estreou nos Estados Unidos no dia 26 de abril, tendo como modelo o programa holandês The Voice of Holland. Sua emissora NBC passou quase dois meses divulgando a novidade, torcendo para que o programa desse certo.

O primeiro atrativo do show, em suas divulgações, foram seus jurados — os famosos Christina Aguilera (aquela que quando fala parece criança e quando canta parece cantora gospel americana), Cee Lo Green (o baixinho invocado de Crazy e Fuck You), Adam Levine (lindo, tesão, bonito e gostosão vocalista do Maroon 5) e Blake Shelton (bonitão cantor de country… só). Só por contar com esses nomes de peso, o programa já ganhava vários fãs que deixariam de lado o que estavam fazendo para ver seus cantores favoritos atacarem de jurados. Confesso que até eu, sem saber do que se tratava, quando via uma divulgação no meio dos seriados que assisto da NBC, ficava intrigada com aquela foto de Christina Aguilera e Adam (os únicos que me chamavam atenção) no canto da tela.

Novidades

Tente explicar a alguém o que é o programa e a conversa correrá assim:

Você: Você já viu o The Voice?
Pessoa: Não. O que é isso?
Você: É um programa para descobrir um novo cantor.
Pessoa: Ah, tipo American Idol

Não! Não é “tipo American Idol”! Essa é a melhor coisa do show: sua inovação. Deixe-me explicar: O programa se divide em três fases — as Blind Auditions (audições às cegas), Battle Round (rodada de batalhas) e os Live Shows (apresentações ao vivo). Nas Blind Auditions, os jurados escutam, mas não vêem, os concorrentes. Tudo isso para que possam avaliar a pessoa somente por sua voz e não por sua aparência (até que enfim!). Se gostarem do que ouvirem, eles apertam um botão que faz suas cadeiras girar para que eles possam ver a pessoa. Se apenas um jurado se virar, essa pessoa vai para o time dele. Se mais de um virar, a pessoa escolhe em qual time quer estar. Se ninguém virar, a pessoa está desqualificada. Divertido, não?

Depois dos times montados (cada um com oito membros), passamos para a Battle Round, em que as pessoas do mesmo time competem entre si para diminuir o time pela metade. O jurado escolhe dois membros de seu time para que batalhem: o jurado escolhe uma única música para que os dois cantem juntos e quem se sair melhor vence.

Passada a segunda fase, cada time fica com quatro componentes e passamos aos Live Shows, nos quais cada um se apresenta ao vivo e a decisão também passa a ser do telespectador. O jurado pode salvar um candidato, enquanto o público salva outro. Aqueles que não forem escolhidos por nenhum dos dois será eliminado. Isso acontece até sobrar um membro de cada time, e quando isso acontecer, eles batalharão entre si e a escolha passa a ser só dos telespectadores.

Atualmente, o programa está na fase dos Live Shows, quando o público pode salvar um e o jurado outro. Aí você se pergunta: então por que você explicou tudo, até mesmo aquilo que já passou e eu não assistirei? É porque o programa está indo tão bem que já foi confirmado para uma segunda temporada! Aí você já vai estar por dentro.

Como se não bastasse a audiência que vem crescendo de vento em popa, o programa ainda conseguiu o que todas as séries esperam conseguir: ganhou o horário privilegiadíssimo depois do Super Bowl, que é certeza de audiência nas alturas.

Agora chega de falação e vamos ao que interessa: Música. Deixo com vocês vídeos de alguns dos cantores que ainda estão nessa competição. Eles arrasam! Costumo dizer que, pelas últimas edições do American Idol, o pior cantor de The Voice consegue ser melhor do que o vencedor do AI. Duvida? Confere aí embaixo:

Javier Colon — Time After Time

Javier está no time de Adam Levine e impressionou a todos com sua voz ao estilo Bruno Mars. Essa é sua primeira apresentação no programa, em que o cara conseguiu que todos os jurados se virassem para ele.

Vicci Martines — Rolling in the Deep

Representando o time de Cee Lo temos Vicci Martines, a garota que leva a sério esse negócio de batalha, com suas caras e bocas. Ela merece destaque pelo simples fato de ter cantado Rolling in the Deep!

Raquel Castro — Blow

Chegamos aos Live Shows e para representar o time de Christina Aguilera lhes trago Raquel Castro. Leve em consideração que a garota tem só 16 anos e começou a cantar há seis meses. Houve sim algumas desafinadas, mas no fim, ela deu um bom show.

Dia Frampton — Heartless

Chegamos ao que me incentivou a fazer essa matéria. Dia Frampton representa o time de Blake Shelton e chegou até as apresentações ao vivo sem levar muito destaque, até que se apresentou com essa versão irresistível de Heartless, que com certeza muita gente não consegue parar de ouvir!

Bonus Track:

Você realmente achou que eu deixaria os jurados fora dessa? Num programa de música, com jurados cantores e famosos, é claro que iria rolar uma cantoria por parte deles também. E eles mostraram logo em sua primeira apresentação como o grupo de jurados do The Voice que são mais que capacitados para o trabalho. A versão de Crazy foi uma das coisas mais comentadas do programa. Confere aí:

E, na semana passada, ainda fizeram um medley de Queen:

Vamos ficando por aqui pessoal. Se você segue pela NBC, não se esqueça que hoje tem episódio novo! E para aqueles que ainda não assistiram, assistam! Ou esperem pela versão brasileira… Sim, haverá uma versão brasileira. A Globo já comprou os direitos. #Medo.

Até a próxima!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER