Conheça a nova série original do Netflix

Orange is the New Black terá o roteiro de Jenji Kohan e estreia em julho no serviço de TV Everywhere.

Orange is the New Black THUMB

Depois de House of Cards e Hemlock Grove, o Netflix apresenta ao público sua terceira produção original. Orange is the New Black estreia dia 11 de julho, e é baseado na autobiografia de Piper Kerman. Ao todo serão 13 episódios protagonizados por Taylor Schilling, que vive uma presidiária.

O roteiro é assinado por Jenji Kohan (Weeds) que cria um mundo dramático, mas também profundamente engraçado, em que personagens inesquecíveis e um humor incensurável têm como pano de fundo uma penitenciária feminina.

Segundo o executivo-chefe de conteúdo da plataforma de conteúdo on demand, Ted Sarandos, a trama está em ótimas mãos, “Jenji é um dos nomes mais ousados da TV, estamos orgulhosos de compartilhar esse projeto com ela”.

O drama cômico é centrado em Piper Chapman (Taylor Schilling) e seu relacionamento de dez anos com a traficante Alex (Laura Prepon), que acaba em uma sentença de prisão de um ano em uma penitenciária federal. Para pagar pelo que fez, Piper troca sua bela vida em Nova York e seu noivo Larry (Jason Biggs) por um uniforme cor de laranja e a inacreditável cultura prisional.

Piper é forçada a questionar tudo o que pensa e a forjar alianças inusitadas com um grupo de detentas excêntricas e sem papas na língua. O diversificado elenco da série conta com Kate Mulgrew, Natasha Lyonne, Pablo Schreiber, Danielle Brooks, Laverne Cox e Taryn Manning.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!