Consciência ambiental

Com o mundo prestes a acabar (via 2012), os sinais do apocalipse estão em toda parte:

Ursos polares morrendo, House&Cuddy juntos, golfinhos homossexuais, festival de música milionário em Itu, Glee, buraco na camada de ozônio…

Foi pensando nisso que os estúdios resolveram parar de criar coisas novas (Ah, vá!) e decidiram RECICLAR todas as novas séries da estação!

Se você está aí pensando “é, bem que eu achei que já tinha visto Nikita um POUQUINHO diferente dessa nova”, não se engane! Remakes são para os fracos.

Porque, afinal, os fortes REINVENTAM as séries que acabaram de passar/ainda estão passando, do jeito que der vontade!

E você achou que Glee fosse um golpe de marketing… tsc tsc tsc. Claro que não… PURA SUSTENTABILIDADE! Um milagre do gênero, aliás!

(Afinal, Glee não se trata só de sustentabilidade, é um verdadeiro XAMANISMO ser capaz de colocar Madonna, Lady Gaga e BRITNEY_fiqueiloucaem2007_SPEARRRS, num plot de adolescentes rejeitados e dizer que é um seriado NOVO.)

Se você assistiu UM episódio de $#*! My Dad Says, você sabe do que eu estou falando, afinal, a série é uma releitura de Two & a Half Men, só que com DOIS personagens principais, ao invés de… três(?).

Na série, um personagem chato faz AllanHarper + Jake enquanto o outro faz CharlieHarper + Berta. Dois personagens em 1? O Al Gore INVEJA toda essa reciclagem…

E quando eu digo reciclagem, é porque é VERDADE: na série, um personagem loser pede pra morar de graça na casa do outro que não deixa ele mudar nada em casa.

Quédizê… eu ACHO que já vi isso, hein! E como se não bastasse, eles decidiram reciclar um ator ÜBER oldschool_cult_famous, porque (se você não percebeu), aquele ali é o William Shatner, também conhecido em círculos nerds como Captain James T. Kirk.

Mesmo assim, o prêmio do Sustentability Awards de 2010, vai (sem sombra de dúvida) para Hawaii Five-O.

Se você achava que a TV andava muito parada, que a vida andava muito sem graça, e que Dexter já não é a mesma ferveção de antes, eles criaram a solução:

Um remake de uma série velha que já não era boa da primeira vez, mas que definitivamente vale a pena ser refeita.

Afinal, ela tem essa maravilhosa música de abertura que deixa todo mundo maluco e dançante quando entra no ar (via tirem_as_crianças_da_sala).

Para (re)fazer essa série, eles resolveram recliclar:

1- a Ilha de Lost (Havaí meu nariz, aquilo lá é a sede da Dharma, que eu sei)

2- o cara de Lost (lembra daquele coreano machista que xingava a mulher e não falava UMA palavra em inglês?

Então, acontece que ele É coreano e aprendeu a falar inglês pra esse remake — porque os executivos acharam que fazer o estrangeiro exótico DE NOVO ia ser muita coisa, então dessa vez ele tem duas ou três falas por temporada… De qualquer jeito, ele continua sendo um estrangeiro exótico)

3- Havaí: A PANGEIA da Sociedade Contemporânea (de alguma forma, em dois episódios, os policiais da série enfrentaram traficantes de escravos CHINESES e OS RUSSOS.

Contando com o par de coreanos no quarteto protagonista, e o jamaicano de dreads que tomou um tiro no primeiro episódio, você chega a conclusão de que o Havaí é quase Nova Iorque! O mundo TODO está lá!

Eu sei que eu vi UM havaiano em UM dos dois primeiros episódios, e ele era gordo e corrupto — justamente a imagem que o turismo do Havaí deve estar querendo passar no momento).

4-iPhone (…TODO MUNDO NO HAVAÍ TEM UM DESSE??? Sério, eu acho que vi UMA pessoa nessa série com um celular não-tão-hype…)

5- Mulher_gostosa (toda — TODA — série precisa de uma mulher gostosa no time. Tira a Olivia Benson do Law&Order e vê só quantas pessoas vão aguentar ficar olhando pra cara do Elliot Stabler o dia todo.

E eu não digo gostosa do tipo comercial de cerveja/calendário de mecânico, mas alguém que INSPIRE BELEZA. O remake de Hawaii Five-O TEM uma mulher… Uma pequena adolescente que acabou de se formar na Loucademia de Polícia do Havaí.

Mas… não, ela não inspira muita beleza. Pra começar, ela não é havaiana, ela não surfa, o cabelo dela tá sempre bagunçado e mal-cuidado, ela não inspira nenhuma simpatia, ela é tímida, sem graça e não bota moral em ninguém.

Ela já aparece ‘meio que sem roupa’ logo no PRIMEIRO episódio numa cena tensa/sensual, que é pra mostrar a que veio ali, né? Só que a cena dá toda uma vergonha e você fica louco pra que alguém mande ela colocar a roupa de volta…

Mas HEY, quem se importa, né? O importante é que todos os povos estejam unidos (no Havaí, de preferência), e que o mundo continue bem.

Espero que todos vocês estejam se comportando de acordo com as leis sustentáveis dessa era de desespero, porque… o Natal tá chegando, mas o Fim do Mundo também.

E se você acha que a opinião do Papai Noel é importante, é porque ainda não sabe o que acontece com quem vai pra lista de maus elementos do Bono Vox.

#BEWARE

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!