Curiosidades desta e da outra realidade de Fringe

[Contém spoilers!]

Pouca gente conhece Fringe, mas cá entre nós: você deveria dar uma chance para esta série. Mais uma criação do genial JJ Abrams (Lost, Alias, Star Trek — O filme, Cloverfield), Fringe é um drama policial com traços de ficção científica, que mostra a divisão do FBI que investiga fenômenos inexplicáveis causados pela interação entre nossa realidade e a realidade paralela, como monstros mutantes, pessoas que viajam no tempo e acidentes de grandes proporções que deixam as vítimas transparentes. É, bizarro assim mesmo.

E para investigar esses casos estranhos, a oficial Olivia Dunham se junta a Walter Bishop, considerado o Einstein da nossa geração, mas recém-saído de um hospital psiquiátrico, e Peter Bishop, seu “filho”, que acaba tendo que acompanhá-los por causa de seu “pai”.

A trama de Fringe é épica e a segunda temporada da série é sensacional. É daqueles seriados que te fazem esperar ansiosamente pelo próximo episódio. E agora que eu já fiz você se interessar pela série, vamos ao que interessa, afinal Fringe possui muitos segredos e curiosidade é o que não falta na série. Então, é hora de desvendá-las:

# Sabia que Fringe possui sua própria Wikipedia? A série tem tantas informações e segredos que os fãs criaram um portal que simula a enciclopédia virtual, porém com conteúdo totalmente focado no seriado. Clica aqui e acesse.

# Já reparou que quando a série vai para seu intervalo comercial, sempre aparece um símbolo? Eles são chamados de códigos glifos e não alteram a mitologia da série, mas segundo JJ Abrams, eles tem um significado secreto. Ao unir todos os glifos (cada um representa uma letra) que aparecem nos intervalos da série, eles irão formar uma palavra que tenha a ver com o tema do episódio. Por exemplo, no primeiro episódio da segunda temporada, os glifos formam a palavra TOWER (uma referência ao World Trade Center na realidade paralela) e no episódio 2.22 Over There, Part 1 eles formam a palavra WEAPON, se referindo ao Walternativo usando o Peter como uma arma na guerra dos universos paralelos. Neste link você tem todas as letras decodificadas dos símbolos e mais informações sobre essa curiosidade.

# A música de abertura da série foi criada pelo próprio JJ Abrams. Ele teve a ideia da música à noite, enquanto tentava dormir. Para não esquecer, registrou todos os sons que imaginou em um gravador. Meio surreal, né? Como tudo em Fringe, a música de abertura também não poderia ser criada de modo diferente.

# No piloto de Fringe, Peter diz para Olivia: “Você queria meu pai, agora você tem meu pai, o que entra na categoria de ‘cuidado com o que você deseja’”. Essa segunda parte da fala do jovem Bishop é idêntica a uma fala de Kate Austen, personagem de Evangeline Lilly, em Lost, série que também foi criada por JJ Abrams.

# Na primeira temporada, a equipe da divisão Fringe tem vários contratempos devido a um homem chamado David Robert Jones. Na segunda temporada, eles lutam contra um visitante do universo paralelo chamado Thomas Jerome Newton. “David Robert Jones” é o nome real do ator e cantor David Bowie e “Thomas Jerome Newton” é o nome do personagem interpretado por ele no filme O Homem Que Caiu Na Terra.

# Essa curiosidade os fãs da série já devem ter reparado: mesmo nos episódios nos quais o foco não é o Observador, sempre que os eventos inexplicáveis de Fringe estão prestes a acontecer, ele está ali presente. Um exemplo, no episódio 1.05 Power Hungry, o Observador é visto colocando seu chapéu, saindo do elevador. Logo em seguida, o acidente do episódio acontece. Esse personagem, inclusive, foi usado como estratégia de divulgação da série e esteve presente em vários programas da Fox, como American Idol, na NFL e nos eventos da Nascar.

# Todas as cenas externas do show supostamente são na Universidade de Harvard, mas na verdade são imagens da Universidade de Yale.

# O piloto foi filmado em Ontário, no Canadá, mas o restante da primeira temporada foi gravado em Nova Iorque. Na segunda temporada, a produção da série se mudou para Vancouver.

# Você já percebeu que nosso universo e o mundo paralelo possuem notáveis diferenças? Aqui estão algumas delas: o World Trade Center continua de pé no lado de lá, Martin Luther King está na nota de 20 dólares e os dirigíveis são normalmente usados como meio de transporte. A série The West Wing ainda vai ao ar no universo paralelo, a Estátua da Liberdade é feita de bronze e o Lanterna Verde e o Arqueiro Verde dos quadrinhos são Lanterna Vermelha e Arqueiro Vermelho na outra realidade.

# Reparou que a duração dos episódios da primeira temporada é um pouco maior que os episódios da segunda? No ano 1 de Fringe, os episódios tinham entre 49 e 51 minutos e depois passaram a ter entre 42 e 43 minutos, como as séries convencionais. Isso foi um experimento da Fox para ver se os expectadores se sentiriam mais motivados a assistir a série se ela tivesse menos comerciais.

Por enquanto é só. Mas, com certeza, novas curiosidades de Fringe estão por vir com os novos episódios da série. A terceira temporada estreia no dia 23 de setembro na Fox americana. No Brasil, a série vai ao ar pelo Warner Channel e ainda não tem data para o início do novo ano. Nos vemos na próxima segunda com uma nova Caixa Preta.

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!