Dança dos Famosos: melhores homens (?)

Apresentação de forró dos “melhores homens” teve de tudo, menos forró

E neste domingo estava todo mundo animado porque os homens voltariam em cena e, ainda por cima, dançariam forró! Mas qual não foi a nossa surpresa quando, ao invés do forró, a equipe de produção colocou um misto de forró feat. sertanejo universitário com arrocha.

Como bem definiu uma seguidora do twitter, aquilo não era forró; era uma dancesync battle: os participantes dublavam a dança. Luiz Gonzaga estava dando altas giros dentro de seu caixão. Mas deixamos de lado os entretantos e vamos direto aos finalmentes.

Arthur Aguiar & Mayara Araújo

arthur-aguiar-3

O colírio Arthur Aguiar, dessa vez, não encheu tanto os nossos olhos assim. Como o rapaz canta, dança, sapateia e é lindo, acha que não precisa fazer muita coisa. Tudo bem, basta ele sorrir e pronto. E foi exatamente o que ele fez. Apenas sorriu. E foi o que bastou para continuar liderando. É complicado esse misto de histeria coletiva que envolve esses famosinhos ex-Malhação feat. Rebelde.

Érico Brás & Gabrielle Cardoso

Acho que perdi a minha ponte aqui dentro

Érico continua fazendo a linha engraçadinho desajeitado para se dar bem. E tem conseguido. Sua dança, se é que se pode chamar aquilo de dança, faria muito sucesso em outros programas humorísticos da emissora, mas em se tratando de uma competição onde a dança é avaliada, deixou muito a desejar. Sinceramente, é complicado compreender como ele consegue notas tão altas, até mesmo do júri técnico, sem fazer absolutamente nada em termos coreográficos.

Bruno Boncini & Ana Paula Guedes

Karina Bacchi 2: a missão

Já que o primeiro casal da noite não dançou forró, por que é que o segundo iria dançar? E deu no que deu. Bruno Boncini é simpático, engraçado, vale-se de seu tipo bonachão para causar um frisson e acaba conseguindo arrancar umas notinhas mais altas dos jurados sem muito esforço. Ainda assim melhor que o Arthur. Continua na vice-liderança. Parece que está querendo repetir o feito da Karina Bacchi e ganhar dois realities shows.

Flávio Canto & Ivi Pizzott

Segundos antes do ippon

É inacreditável imaginar que esse moço está em último lugar na classificação geral. Tem gente bem pior ali. Ao menos ele foi um pouco melhor que a estreia. É importante bater na tecla das piruetas e lançamentos de companheira ao alto. Na estreia, o Erico quase deixou sua companheira ir ao solo. Dessa vez, foi a vez do Flavio que quase deixou a Ivi cair. Sobre a dança em si, teve muita mãozinha na testa e passinho com a mão para trás. Forró passou longe.

Igor Rickli & Suellem Morimoto

Beijo teve. Mas e a dança?

Lessa Lacerda está querendo mandar algum recado para o Igor Rickli. Já é a segunda apresentação que ele entra de berinjela. Roxices a parte, o moço não dançou. Teve mulher voando, teve teatrinho, teve mãozinha para trás imitando baião, teve mãozinha na testa imitando arrocha, teve beijo no final, mas não teve dança. A impressão que deixou é estavam sem criatividade para elaborar uma coreografia e fizeram aquilo lá.

Fernando Rocha & Juliana Valcézia

Estrela pós-Moderna do Balé Contemporâneo

Das duas uma: ou Fernando Rocha é uma grande piada de mau gosto dentro do Dança ou ele está além de qualquer compreensão racional da dança, atingindo patamares muito mais elevados. Como bem ressaltaram, Fernando transpõe a barreira do ritmo e faz a dança dele mesmo. Isso deveria ser um grave problema. Mas, por incrível que pareça, não é. Ele só recebe notas altas e isso deixa o programa muito vexatório. Não é Zorra Total. Um pouco mais de maturidade por partes dos jurados não seria pedir demais.

Fazendo um balanço geral do dia, fica-se o saldo negativo. Não sei de onde o J. C. Viola tirou que esse grupo são os melhores homens que já participaram do programa. Com essas notas fracionadas, dá-se a impressão de que todo mundo foi muito bem, o que é uma grande mentira. Não dá para dizer que os artistas dançaram forró. Ninguém dançou nada ali. O júri artístico só atrapalha. O júri técnico não tem culhões para dar notas abaixo de nove. Isso é muito prejudicial.

As músicas em versões de forró foi outro capítulo sofrível a parte. Uma apresentação muito difícil de assistir. Fica a esperança que as mulheres na semana que vem façam algo um pouco melhor. E quem volta para narrar os acontecimentos é o Life of Pi. O tio Xico regressa na próxima apresentação dos homens. E eu só tenho um pedido a fazer: Arthur Aguiar, me adiciona no grupo do WhatsApp?

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!