Dead Like Me (S01E01) — Piloto

Hoje comecei a ver Dead Like Me e eu tenho que dizer que meu gosto pelo mórbido me assusta. Six Feet Under está aí para provar.

Para você que nunca ouviu falar, Dead Like Me é uma cultuada série que foi exibida pelo canal Shotime e conta a rotina dos ceifadores… O que seriam os ceifadores? Seres que se responsabilizam por separar nossas almas de nossos corpos no instante de nossa morte. Ou um pouquinho antes se eles julgarem que você é digno.

A personagem principal é a super cool e blasé Georgia. Ela se mostra fechadona, não só para os outros personagens da série, mas também para você que assiste. Aos poucos, enquanto as cenas vão passando, você vai conhecendo a personagem e sacando suas nuances, como se a fosse conhecendo. Mas no começo é difícil. Ela aparece com seu fone no ouvindo, sentada em uma cadeira como quem vê a vida passar, com muito tédio no coração.

Está numa entrevista de emprego e vê/ouve alguém lhe dizer que ela não é preparada o suficiente para ter uma vida interessante. E a gente percebe isso até quando ela apresenta sua família. Uma mãe controladora, um pai que tem uma amante e uma irmã que é praticamente invisível. E então ela morre, e isso nem é spoiler pq a própria personagem anuncia que vai morrer logo que o episódio piloto começa… E você sabia disso, afinal estamos falando de uma série que narra a vida de ceifadores e ela é a personagem principal.

O negócio é que ela arranja um emprego boring… Achando que aquele seria o emprego do resto de sua vida, que só tinha mais meia hora de duração. E então, quando ela está caminhando durante sua hora de almoço que só tem 35 minutos, um acento de privada que caiu de uma estação espacial sucateada cai em sua cabeça e ela morre, na hora. A série teria acabado aí, não fosse o fato dela ter sido tocada por um ceifador em fim de carreira.

E não digo “em fim de carreira” num sentido pejorativo. É no sentido real mesmo. O ceifador que despregou a alma de Georgia completou com ela a quantidade de almas que precisava separar. E quando isso acontece, a última alma ceifada passa a ser ceifadora. É aí que Georgia ganha um dos empregos mais cools de todas as séries que já vi. Quem ia querer dirigir uma funerária, ser astro de hollywood ou então trabalhar na Dundler Miffin, sendo que pode trabalhar no controle de almas a serem despregadas em casos de mortes acidentais, suicídios etc.? E bota etcetera nisso!

Talvez você ache os outros empregos mais legais, mas como disse no começo do post: meu gosto pelo mórbido me assusta. E só de ver o estilo dos ceifadores você percebe como eles são “mortos vivos” interessantes. A própria personagem principal é uma mocinha de 18 anos de idade (parece muito menos) bem estilinho daquelas pirralhas desprezadas do colégio, mas que são super sincronizadas com as novas mp3 do momento (exceto Jonas Brothers e afins), tem opinião e vão estudar algo legal na universidade… Além do total “não tô nem aí pro mundo”. Atitude. Muito mais legal do que os adolescentes clichês de séries como Glee.

Agora, é isso. Quero acompanhar como a vida seguirá seu curso enquanto Georgia vai tirando ela das pessoas. Pelo episódio piloto, ela parece levar jeito. Foi capaz de prever o que causaria a morte do episódio, por mais inesperado que ele tenha sido. Teve uma recaída em missão, mas tb jogaram logo uma criança como primeira alma a ser ceifada por ela… Aí é sacanagem.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

A Fazenda voltou e o que esperamos? Memes! Mas será que os novos memes superam estes??? Clique e assista agora.

Será que você sobreviveria em American Horror Story 1984? Assista ao vídeo e prepare-se para a nova temporada.

Curiosidades de Euphoria, a série BAFOOOO da HBO.

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER