Dexter 7×03 — Buck the system

Mas a liberdade vem com um custo.” — Dexter

É impressionante como esse início de temporada está conseguindo recuperar todo o fôlego perdido no decorrer das temporadas anteriores. Buck the system começou um pouco lento, nos dando a impressão que seria talvez o primeiro episódio perdido da temporada.

E de repente, fomos surpreendido com um episódio eletrizante. Quem não se divertiu ao ver o jogo de gato e rato entre Debbie e Dexter? Sensacional termos Dexter beirando o limite, louco para descarregar seu desejo por sangue. E foi ljustamente essa impulsividade em matar que nos deu o acontecimento principal do episódio, e o que pode vir depois dele.

Ao envolver Debbie em seu processo de matança, e seu código, ele tenta mostrar para a irmã a “lógica” por trás de seus métodos. Eles teriam, de certa forma, os mesmos objetivos da lei em que ela acredita e é submetida. Assim Dexter dá outro ritmo à história, no que foi o grande mote e embate do episódio. No início vimos um Dexter preso, sob pressão constante. Ao final, ele conquista a possibilidade da liberdade dada por sua irmã.

Agora vamos acompanhar como Debra irá lidar com tudo isso. Entender é uma coisa, aceitar e concordar é outra completamente diferente. E o fato do então assassino, Ray Speltzer, ter conseguido fugir é essencial para a mudança de comportamento da Tenente. Será que ela permitirá ao irmão dar fim ao serial killer usando os seus métodos? E o compromisso dela com a lei? Irá simplesmente ignorá-lá? Ou, mesmo entendendo o comportamento do irmão, continuará tentando reverter essa situação?

Como não bastasse toda essa tensão, tivemos o fim prematuro de Louis. E não pelas mãos de Dexter. Confesso que não esperava esse fim repentino. Acreditava que nosso antagonista continuaria infernizando a vida do estagiário até o mesmo se encaixar no seu método.

Mas o destino quis que fosse diferente. Vejamos pelo lado bom, dessa forma criou-se a conexão necessária entre Isaac e Dexter. E podemos aguardar muita tensão vinda dessa trama.

Tivemos a primeira aparição da misteriosa Hannah McKay. Sabemos apenas do seu envolvimento com o serial Wayne Randall, e que ela estará presente na temporada para balançar as estruturas emocionais de Dexter. Vamos acompanhar.

Queria ressaltar o trabalho de fotografia desse episódio. Começamos com as cores frias e pasteis, ressaltando toda a angustia de Dexter. E no decorrer da trama as cores foram mudando, a medida em que crescia a tensão. Cores e efeitos vibrantes nas cenas dentro da casa de Speltzer, e no final, a explosão solar de amarelos e laranjas, casando com o momento em que Dexter transitava para a sua “liberdade”.

Até semana que vem.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER