Doctor Who 8×02 — Into The Dalek

– Clara, seja minha amiga e me diga: Eu sou um homem bom?” — WHO, Doctor.

Como eu disse na review passada, uma nova era se inicia em Doctor Who e neste episodio, somos deliciados com um roteiro perspicaz e cheio de referências, um trabalho de câmera a nível cinematográfico e efeitos especiais de primeira mão.

Com direção do dinâmico Bem Wheatley e escrito, pelo nosso amigo, Steven Moffat em parceria com Phil Ford, o segundo episódio sobe altos degraus, nos prometendo uma inesquecível oitava temporada.

Trazendo um dos mais perigosos inimigos, os Daleks, em uma guerra intergaláctica, para invadir nossa galáxia em um futuro distante, a Combined Galactis Resistance, uma aliança liderada por humanos, lutam na linha de frente para impedir esta invasão, encabeçados pela ex-nave-hospital Aristóteles, porém tudo isso é apenas o início para uma discussão filosófica travestida de ficção cientifica.

Doctor-Who-8x02

O nome Aristóteles aqui não é em vão e todo o arco narrativo deste episódio será pautado nos conceitos e obra do filosofo grego. A começar pelos nomes de Journey Blue e Danny Pink, alusão ao trabalho de ótica e cores do filósofo.

O Doutor e Clara, visivelmente mais próximos e com interação mais dinâmica, deixando de lado o flerte e assumindo uma relação mais fraternal, acabam por salvar a soldado Journey Blue e descobrem a existência de um Dalek bom. E o roteiro daí em diante brinca com toda a ideia do conceito psicológico aristotélico.

Assim entra em voga a ideia de que após não conseguir desvendar os grandes mistérios do universo, nos enquanto seres pensantes, nos preocupamos com o que nos é familiar, o “ser”. E claro, com todas as suas indagações posteriores, elaborados pela psicologia comportamental: O ser nasce mal, ou se torna mal? A maldade é em sim inerente ao ser, ou surgi devido a uma necessidade do meio em que foi criado?

Não podemos esquecer que após os eventos em Trenzalone, temos um grande saldo no tempo, o 12 Doutor agora tem 2000 anos de idade, diferente do 11 que tinha apenas 900. Ele agora está maduro, e após milênios defendendo um planeta, adota uma linha de pensamentos auto — reflexiva, e entender o que ele é, e todos a sua volta se faz necessário.

Logo, entender que você é, é em parte, analisar o seu passado e as referências a Era Clássica não param de pipocar, o que torna a serie mais rica.

Ambientando suas ações também na Coal Hill School, conhecemos Danny Pink, ex-militar, e atual professor de matemática e colega de profissão de Clara, que sofre de um estresse pós traumático, chegando ao ponto de não esconde as lagrimas diante de uma sala inteira de alunos, quando indagado se este já tinha mata alguém, além de um soldado. O que torna este personagem mais enigmático e crescente é a expectativa de seu encontro com um novo Doutor, este último, que deixa bem claro não gosta de soldados.

Os efeitos especiais estão primorosos neste episódio. Desde a diminuição dos personagens, até o efeito claustrofóbico, ao serem inseridos cirurgicamente dentro da criatura Dalek, passando por incríveis tons de azuis, verdes e vermelhos, mostrando um excelente trabalho do Departamento de Arte.

E é quando finalmente o Doutor encontrasse face a face com o Dalek e descobre o porquê dele ser “bom” é que temos toda uma discussão fechando o ciclo, sendo impossível não comparar com o episódio “Dalek”, com o 9 doutor de Eccleston.

Com um excelente uso do tempo, Into de Dalek, trouxe uma nova concepção para a mitologia dos monstros, sem ficar martelando no “EXTERMINAR!”

E na semana que vem, iremos direto ao passado para roubar dos ricos e dar aos pobre.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER