Dracula — O Príncipe das Trevas em sua melhor forma

– Diga-me, que outras palavras você teve que procurar o significado? — Lady Jane
 — Insaciável… Incorrigível… Inextinguível” — Alexander Grayson/Drácula

Esqueça tudo o que leu e viu nos últimos tempos sobre vampiros. Esqueça que ultimamente eles caminham à luz sol, brilham e bebem sangue em garrafas pasteurizadas. Nada melhor do que voltar às origens para entender, conhecer ou redescobrir por que temos fascínio por esses seres.

Dracula, que conta a história do mais temido representante dos insaciáveis por sangue, estreou na NBC na última sexta-feira de forma operística. O que não justifica a ideia da emissora em colocá-la em um dia renegado por todas as séries. Mesmo assim, a série, que tem a assinatura dos mesmos produtores de Downton Abbey, fez bonito.

A espinha dorsal é a mesma do clássico romance de Bran Stoker, de 1897. Conde Drácula retorna ao mundo dos vivos com sede de sangue e vingança para cima da Ordem do Dragão, responsável pela sua prisão e pela morte de sua amada. A partir daí a série toma uso de um roteiro próprio e já faz algumas mudanças. O responsável aqui pela libertação do Conde Drácula é Van Helsing, que até então é um forte aliado de Alexander Grayson para o fim da Ordem.

O jogo político, econômico e social é colocado em evidência, como uma das possibilidades para o fim da Ordem do Dragão. Em uma Londres no final do século XXI, Alexander Grayson aparece como um jovem pretensioso, arrogante e megalomaníaco ao oferecer uma nova alternativa de energia, a eletricidade sem fios. O que abala logo de cara os interesses da poderosa sociedade londrina.

dracula1x01a

Se estamos falando de Drácula, também estamos falando de romance e sensualidade. O interesse amoroso de Alexander imediatamente cai sobre a jovem estudante de medicina, Mina. Uma jovem idêntica à sua amada queimada viva cinco séculos atrás. E a atração e o desejo são prontamente correspondidos. O que faz pensarmos que se o grande amor do Conde foi queimada viva, tudo indica que ela seria uma bruxa.

A sensualidade fica por conta do conjunto da obra. O episódio inteiro, embora não apresentando uma cena de sexo, foi altamente sensual e erótico. Mais que mostrar, o episódio partiu para a intenção do erotismo tão presente na figura dos vampiros. Em tempos de True Blood, que menos roupa é mais, Dracula ganha pela sutileza das intenções. Claro que teremos cenas e mais cenas explosivas, mas não querer se basear nisso foi um acerto em cheio.

Quão faminto você deve estar” — Van Helsing

Tudo estava perfeito nesse primeiro episódio. Cenário, iluminação, reconstrução de época, atuações. Não esperava menos dos produtores de Downton Abbey e com Jonathan Rhys Meyers encabeçando o elenco. Fora o seu Conde Drácula, Lucy e a misteriosa Lady Jane foram os destaques dessa premiere.

Talvez tenha faltado um pouco mais de ação. O episódio de estreia centrou mais na apresentação dos seus principais personagens e nos primeiros contornos dos seus arcos narrativos. Mas nada que desmereça o primor em qualidade. Mesmo jogado para as noites de sextas, Dracula veio cheia de sangue nos olhos.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER