E agora? “Onde” irão nos salvar?

Normalmente quem iria nos salvar seria o Chapolin Colorado. Mas o Polegar Vermelho se aposentou. Outros heróis começaram a tomar conta do espaço. Brincadeiras à parte, as editoras de quadrinhos sempre souberam explorar as diferentes mídias que estavam a sua disposição.

Pode parecer que a convergência é um conceito novo, mas os super heróis já sabiam ser onipresentes para o seu público. Lá no começo, mesmo quando eram mal vistas ou até depois, quando se tornaram nacionalistas, ajudando na propaganda militar e na guerra.

A DC Comics, fundada em 1934 e a Marvel, em 1939, logo trataram de adaptar suas histórias para a TV, rádio, cinema, vídeo games e internet, com diversas animações e séries em live-action que ocupavam aquele tempinho dos trailers antes do filme. A Editora do Batman, falando nisso, fez melhor até, em termos de qualidade. Suas animações mais recentes são de altíssimo nível.

Tudo isso é muito legal, mas nos últimos anos, ou melhor, desde a década passada, quando deu um grandioso passo, a Marvel levou a brincadeira da onipresença a outro nível. Mesmo estando em todos os lugares, sempre foram atividades isoladas. A TV não conversava com as HQ’s, os jogos não se misturavam com o cinema. No máximo, algumas histórias eram adaptadas.

Aí veio o sucesso dos X-Men, pelas mãos de Brian Singer, que mostrou era possível fazer sucesso nos cinemas, que era possível tornar críveis as aventuras. Foi ali que nasceu o sonho de criar um universo único, como já existia nos quadrinhos, com crossovers entre os heróis. Afinal, quase todos eles viviam em New York, porque não se encontravam?

O Agente Coulson foi "criado" nos quadrinhos depois do sucesso nos cinemas

Surgiram os filmes individuais, o Agente Coulson ficou tão querido que foi criado nos quadrinhos, os Vingadores se reuniram, salvaram o mundo na “batalha de New York” e Joss Whedon achou que seria interessante mostrar as consequências dela para os humanos comuns. O universo conciso se expandiu para a televisão em Agents of S.H.I.E.L.D.

Agora, com a estreia de Thor: O mundo sombrio, o universo da Marvel zerou a brincadeira. O oitavo episódio da série vai ser uma continuação direta do filme, com todas as consequências dos acontecimentos se refletindo imediatamente. E para o season finale, algo ainda maior está guardado. O episódio vai preparar o terreno para Capitão América: O Soldado Invernal.

A torcida é que todos comecem a aprender com a Marvel permitir mais e mais histórias complexas, interligadas e de qualidade, misturando as mídias, que no final das contas, nem importam mais. Tanto faz onde estamos consumindo o que. Excelsior!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER