É de Casa: estreia foi dura, mas programa tem potencial

Estreou hoje na Globo o “É de Casa”. O novo matinal da emissora será exibido todos os sábados, de 9h a 12h, sob o comando de Patrícia Poeta , Zeca Camargo, Ana Furtado, Tiago Leifert, Cissa Guimarães e André Marques, que irão se revezar na apresentação do programa.

Exclusivamente hoje, todo o elenco esteve presente. Claro que o Box de Séries não perdeu a chance de acompanhar para poder fazer algumas ‘análises’ pontuais sobre esse novo produto que chega na TV brasileira. Se liga:

Zeca Camargo, Patrícia Poeta, Ana Furtado e Tiago Leifert. num dos poucos momentos bons do programa.

É de se admirar A Globo gosta mesmo de ser pioneira e de conduzir o resto das emissoras. O horário do sábado de manhã, que nunca ninguém deu bola, recebeu grande investimento para a realização desse programa e a Vênus Platinada não contou 2 segundos antes de tirar do ar definitivamente os desenhos da “TV Globinho”.

Não são bobos Do mesmo jeito que já se fala em um telejornal para competir com o “Hora Um”, que vai ao ar às 5h da manhã, lá pelos cantos da Record o pessoal já está querendo um matinal de variedades para emissora, também no sábado — e o nome mais cotado para ele é Sérgio Marone, que recentemente teve seu contrato estendido.

Quero mais Se por um lado há quem prefira os enlatados importados, eu já acho que o caminho da TV brasileira tem que ser esse mesmo: cada vez mais original, nacional, ao vivo e sempre com novidade. Podem até não acertar a mão de primeira (vejam o “Tomara que caia”), mas perfeição só vem com muita prática. Prova disso é que assim como eu, muita gente acordou só para assistir.

edecasa3

Protagonismo Foi impressão minha ou a Patrícia Poeta era mesmo a comandante da nave? Liderou os outros 5 o programa todo e fez falta quando não estava aparecendo na tela. Fica o destaque para os 30 minutos iniciais do programa, com ela bem leve e relaxada comentando as notícias que chamaram atenção essa semana. Esteve impecável o programa todo!

By the way Se o programa tivesse acabado com meia hora de duração, teria sido uma estreia melhor do que foi durando 3 horas. Depois do momento descontraído com os jornais na mesa, tudo virou uma bagunça. Desorganização, falas atrapalhadas e muita conversinha boba.

Deu soninho Bastante animado, um adolescente — supostamente de ressaca — disse que estava com sono numa pauta chata sobre festas em casa. Imagina a gente, né? Fechou o ciclo com ele indo na casa da vizinha, que o recebeu com a mesma cara de surpresa que o telespectador fez quando enxergou o microfone que ela tinha no bolso.

edecasa4

Queremos mais 2 Nada mais natural que dicas de decoração num programa que fala sobre a vida dentro de casa. E o Zeca deu uma dica infalível: coloca um bofes sem camisa bem bonitos na parede. Curtiu a ideia, né? Além disso, na medida do possível, Zeca se saiu bem, principalmente quando estava junto com a Patrícia.

Mandaram bem Falando em decoração, a casa é linda demais, deu um tom aconchegante para o programa. Mas de nada vai adiantar se…

Procura-se pauteiros … o conteúdo não for bom. O programa teve poucos momentos bons e interessantes, e o destaque fica para a matéria do Tiago Leifert com os esportistas de video game, campeões do sucesso “League of Legends”. Bem feita, jovem, divertida e mais aprofundada, dando uma visão diferente que a de muita gente sobre os gamers.

edecasa5

De olhos bem fechados A Globo continua fingindo que não existe Twitter, Facebook ou Instagram. Em nenhum momento houve proposta de interação por essas redes sociais. Curiosamente, os tuiteiros são tão generosos que botaram a tag #ÉdeCasa no topo da tabela dos assuntos mais comentados no Brasil.

É de se estranhar O Boninho é o rei da TV alternativa e decano da idealização de formatos, segundo a Variety. Por que ele não chama uma galera para fazer uma ação mais bem pensada nas redes sociais? Seria tão mais divertido e daria a real cara nova que a Globo anda querendo para angariar um fôlego para a sua audiência, que está envelhecendo. Precisando, estou disponível.

Deu soninho 2 Os poucos momentos de interação com o público foram pelo site GShow mesmo. E todos bastante sem graça. Não adicionaram nada de relevante para a atração.

edecasa6

Retratação No programa que vem, bem que poderiam fazer uma nota pedindo desculpas pela dica da rolha e explicando do que se tratava. Alguém entendeu o que foi aquilo? E se entendeu, ficou com vontade de testar em casa? Um dos piores segmentos do programa, sem nexo e mais longo do que deveria, com um André Marques irreconhecível.

Crédito e bônus Mas é compreensível a escalação dele para o programa e creio que tenha sido só uma estreia ruim mesmo. Ele e Cissa foram muito elogiados quando substituíram Ana Maria Braga durante as férias da rainha no “Mais Você”.

Por outro lado Ana Furtado não é lá muito querida pela Central de Atendimento ao Telespectador da Globo. Parece que a galera torce o nariz quando ela substitui a Fátima Bernardes e o fenômeno se repete nas redes sociais. Eu nunca entendi! Gosto dela, acho simpática e bem desenvolta como apresentadora. A maioria gosta de desqualificar ela por ser esposa do Boninho mesmo.

Bota água no feijão.

HPzinho Como mistura do “Mais Você”, “Bem Estar” e “Encontro com Fátima Bernardes”, é claro que não poderiam faltar convidados para o “É de Casa”. Enquanto Fátima, Lacombe e Gustavo Borges se mostraram gratas surpresas enquanto visitantes, o chef Roberto Raviolli teve uma participação no mínimo excêntrica, mas ainda assim descartável. Já a astróloga fofinha e neutra agradou mesmo sem falar muito, então tá valendo.

Pegou mal O programa tava bem Classe A, não é? Não só pelo cenário, recheado de coisa chique, até porque queremos ver coisas bonitas e caras na TV, mas e a galera das entrevistas? Só casarão luxuoso! Fiquei esperando uma matéria na comunidade, uma coisa mais simples com uma história mais próxima da realidade da maioria do Brasil. Ficou devendo.

Tropeçar engatinhando Quem sabe não foi por essas e outras que o programa amargou o terceiro lugar nos dados prévios do Ibope, derrubando a audiência em 56% (em relação a semana passada) depois do nocaute que levou do SBT. Mas sabendo como o Boninho é, uma hora dessa ele já está reunido com um monte de gente discutindo o que é preciso ser feito para lapidar essa pedra bruta e descobrir se ela se trata mesmo de um diamante.

edecasa8

A Zorra é Nossa Se o programa não empolgou, o Twitter ajudou e muito quem não queria ficar triste por ter acordado cedo. O destaque fica para as comparações com o programa “A Tarde é Sua” da Sônia Abrão, já que todo mundo ficou esperando a roda da fofoca. Compararam também com o “Hoje em Dia” da Record e o “Morning Show” da RedeTV!

I’ll be there for you Mas o que eu mais gostei foi quando começaram a se perguntar quem seria quem se os 6 apresentadores do “É de Casa” estivessem fazendo uma versão brasileira de Friends. Eu sei que a Fátima provavelmente seria o Jerry Seinfeld e a Ana Maria Braga a Lucy, de I Love Lucy.

Exagero A ideia daquela câmera pequena na mão é legal, mas não precisa ser a qualquer custo, né? A participação de luxo do Márcio Gomes, correspondente da Globo na Ásia, poderia ter sido muito melhor aproveitada se ele mostrasse a casa dele no Japão com a câmera HD que ele usou no finalzinho. Custava? Tivemos que ver todas as curiosidades dos costumes domésticos dos japoneses com aquela qualidade de 360 pixels.

Graças a Deus que não tocou Fábio Jr.

Na trave Levantaram a bola tão alto e o ataque parou antes do bloqueio subir. Difícil de entender porque o programa foi para o comercial num dos raros momentos humanos e orgânicos da atração, com os pais e apresentadores emocionados. Era a chance de criar um momento bonito, com ternura e interessante para o público de ver. Uma pena.

Já que é pra tombar A Globo tem que arregaçar logo tudo duma vez e colocar a edição de sábado do “Bom Dia Praça” e do “Bom Dia Brasil”. Se já tem “Jornal Hoje” e “Jornal Nacional”, por que não? Pode ajudar a levantar a audiência das manhãs de sábado, dar assunto para o “É de Casa” e o “Como Será?” e acostumar mais gente com o horário, que historicamente nunca passou de um buraco na programação.

Time after time Só o tempo dirá o que será do “É de Casa”. Potencial e boa vontade não falta. Lembra como o programa da Fátima começou? Bem diferente do que é agora. Não é do dia para o outro que se cria boa televisão, como num toque de mágica. Acho que uma nota 6 está de bom tamanho para o que eles mostraram hoje. Sou um otimista.

E você? O que achou do “É de Casa”? Vai dar outra chance? Conta pra gente nos comentários! Obrigado por ler, um abração e um bom sábado pra você!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER