É o fim do Arrowverso?

O que o cancelamento de Arrow significa para as demais séries da DC.

Quando Arrow estreou, em 2012, já havia na manga dos seus produtores um plano para cinco temporadas. Certamente, imaginavam que a série teria um futuro, mas primeiro deveria passar do primeiro ano numa emissora pequena como a The CW. A atração do Arqueiro Verde provou ser promissora, e logo com a segunda temporada vieram planos para spin-offs, como The Flash. Como resultado, a quinta temporada chegou e os planos mudaram – não tinha mais como encerrar uma série que centralizava em si um universo de personagens e histórias. O Arrowverso se tornou, aos poucos, uma das maiores partes da CW.

Então, por que Arrow está chegando ao fim após oito temporadas e mais de 150 episódios, enquanto o resto dos shows de super-heróis da CW deverão continuar? Há diversas razões, mas a maioria delas basicamente se resumem ao tempo para a série que iniciou o Arrowverso e a história de Oliver Queen terminar, para que outras séries possam começar e que esse próprio universo compartilhado de atrações possa entrar em uma nova era.

Circunstâncias mudaram nos últimos dois anos: Arrow deixou de ser a queridinha da emissora critica e comercialmente. The Flash se tornou a série mais assistida, e as demais – Legends of Tomorrow e Supergirl – desenvolveram narrativas que não dependem do desenvolvimento da história do Arqueiro Verde. Ironicamente, após provar que shows de super-heróis podem sobreviver com o orçamento de redes de televisão, Arrow já não é mais fator determinante para lançar novos personagens na TV, como Black Lightning.

Além do multiverso que Arrow criou, a história do show e seu herói principal estão por todo lugar depois de sete temporadas. Em entrevista para Michael Rosenbaum, o protagonista Stephen Amell apontou que a única coisa que seu personagem precisa concretizar neste momento é como deixará seu legado. Embora possa ser debatido que Oliver já tenha feito isso em vários aspectos (como por exemplo, ao criar dois filhos, que acabaram de se encontrar no futuro), ainda não se sabe se o legado de super-heróis que ele inspirou será capaz de construir um mundo melhor em qualquer um dos vários futuros previstos no Arrowverso.

Com o próximo crossover da CW já determinado – a Crise das Terras Infinitas – é a oportunidade de desenhar novos rumos e mudanças profundas para as suas séries, e um provável final digno para Arrow, como um grande evento tal qual a sua chegada à TV. Caso o Arqueiro Verde venha morrer para salvar seu multiverso, nada mais justo com aquele que o criou. Como alternativa de continuidade, a CW deve inaugurar a sua nova fase, talvez com Batwoman, mantendo a complexidade do Arrowverso e as características particulares de cada um de seus componentes.

Com dez episódios, a temporada final de Arrow veio no momento que o seu multiverso precisa de renovação, atendendo pedido dos fãs, e algo que a CW já vem fazendo: The Originals, e agora Legacies, mantiveram vivos The Vampire Diaries, e Jane the Novelas expandindo Jane The Virgin, sem insistir no desgaste natural de uma série de TV.

É hora de dar tchau….

Sobre o Autor

Avatar

Leo Sousa

Séries de TV, filmes, realities shows, livros, música e mais. Editor no boxpop.com.br.

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER