E o Mar Vermelho se abriu…

#GONGSHOW sapateia na cena da abertura do Mar Vermelho da novela Os Dez Mandamentos. A do filme de 1956 foi melhor.

Corre, cambada! Corre!” — MOISÉS

Antes de começar a nossa amada coluna propriamente dita, vamos recordar uma das cenas mais clássicas da dramaturgia mundial? Acompanhem!

Esse grande clássico chamado Ringer lançou moda, lançou tendência e se hoje temos os efeitos incríveis de Once Upon a Time, eles existem graças a essa série fantástica estrelada pela eterna Buffy, Sarah Michelle. Não seria uma grande surpresa imaginar que a influência se estenderia à terras tupiniquins. Ontem, a novela Os Dez Mandamentos mostrou porque está fazendo história na televisão brasileira.

A terça-feira, dia 10 de novembro de 2015, estará para os marcos televisivos como o dia em que mais uma novela produzida fora da Globo conseguiu a liderança da audiência. Mas diferente das outras produções de extrema qualidade, como Pantanal e Xica da Silva (um beijo, TV Manchete), dessa vez um produto de qualidade inferior foi responsável pelo fenômeno.

Não dá pra confundir audiência com qualidade. E o que se viu ontem em Os Dez Mandamentos foi uma total falta de qualidade narrativa, compensada com muito close, muito carão, muita trilha sonora monumental, muito corte épico. História mesmo foi só um fiapo estendido das 20h30 até as 22h00.

A edição de ontem foi comandada pelo João Kléber e parava o clímax a todo momento. Era praticamente um coito interrompido. Não chegava ao gozo nunca. Chegou-se a duvidar que o Mar Vermelho realmente iria abrir. Um festival de cenas aleatórias começou então. Até flashbacks e preconceitos contra “hebreus imundos” em um momento catequese apareceu.

Sobre a edição do capítulo de Os Dez Mandamentos

Sem contar uma cena interminável mostrando a morte de Giuseppe Oristanio, que ocupou um bloco inteiro. E depois mais closes em figurantes e personagens secundários oriundos do elenco de apoio da Globo. Soma-se a isso toda a galera que apareceu nas edições de Malhação. Todo mundo da nona até a décima segunda temporada tá lá (menos a Marjorie Estiano, que tem vergonha na cara e lançou CD).

Os deuses egípcios protegiam mesmo o seu povo! A proteção incluía até um protetor solar natural para a pele da população. Afinal, só isso explica a quantidade de gente branca, quase translúcida, vivendo em um país africano. Amon, Rá e Osiris são bem mais eficazes que qualquer Cenoura & Bronze da vida.

Mas vamos falar dos efeitos especiais em si. Parece que a Rede Record gastou mais de um milhão de reais nas cenas, e que elas estão sendo produzidas desde maio. E aí eles foram buscar ajuda lá nos Estados Unidos para criar o efeito da abertura do mar. Nada mais natural, afinal, os americanos são especialistas em efeitos especiais e poderiam dar uma mãozinha. O gene sonhador brasileiro já espera algo nesse nível:

Ou se você é mais saudosista, espera algo semelhante ao que foi apresentado em 1956:

Só que não pensem que a Record foi procurar a ajuda dos magos da HBO, responsáveis por Game of Thrones. Ou então os magos da AMC, responsáveis por The Walking Dead. Não. Eles foram procurar os responsáveis por Revenge. É ISSO MESMO! ELES PROCURARAM OS RESPONSÁVEIS POR REVENGE. Aí não tem como te defender, miga.

No fim das contas, tivemos muito barulho por nada. É triste observar que toda a comoção nas redes sociais veio por causa de cenas tão mal feitas. O fundo verde era nítido. Apenas um frame ou outro salvava. No geral, dá pra concordar com o Thiago (chat do Viber, participe!): até a cena do Shiryu fazendo a cachoeira correr ao contrário pareceu mais realista.

Selo OUAT para Os Dez Mandamentos. Afinal, nem tudo que reluz é ouro.

Selo OUaT

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER