Emmy?! Aham, senta lá!

Ok, ganhar um Emmy é importante. Além de ser a materialização do reconhecimento de um trabalho, o prêmio causa uma série de efeitos colaterais positivos na carreira do vencedor. Afinal, o nome do ‘escolhido’ pelo júri fica em evidência e se torna popular do dia para noite de maneira hiperbólica, é quase um marketing espontâneo mascarado — já que bem antes da votação as emissoras fazem aquela campanha envolvendo brindes, almoços e muita babação de ovo.

Mas, acredite, a convergência vem mudando até o valor do chamado Oscar da TV. E eu não estou falando da incrível indicação de House Of Cards — porque essa pauta já foi tratada bem antes do hype — o assunto aqui é um fator que se torna mais valioso a cada dia e que está ganhando novas configurações: o fã.

Hoje o grande desafio para qualquer emissora não é atingir uma camada homogênea de espectadores — o famoso público médio — e sim fazer com que cada um deles se torne fã. A convergência mudou — e continua mudando — uma série de esferas, e entre elas está a relação do público com a marca. Na era da economia afetiva, a palavra de um fã vale mais do que dos críticos, pois exerce um poder de influência maior. Duvida?! Segundo pesquisa publicada pela Social Media Business Booster, 90% dos consumidores confiam nas opiniões e indicações dos amigos, enquanto apenas 10% seguem as afirmações dos especialistas (críticos, jornalistas, etc)

No novo ecossistema em que vivemos, as séries deixam de ser apenas simples narrativas para se tornarem convites a imersão. Tudo para conquistar não a atenção, mas a paixão do espectador. Com a chegada das novas plataformas de compartilhamento de informação, cada um de nós se tornou um canal de mensagem, um meio de comunicação. E as emissoras sabem disso, por isso a cada temporada temos ações milionárias; porque os executivos compreenderam que o caminho para o sucesso de um programa passa pela economia afetiva.

São os fãs os melhores marqueteiros de uma história, só eles a vendem com o coração e com um amor que não é capaz de ser forjado. Na Era da TV em duas telas e das narrativas transmídia, o público se torna o maior e mais cobiçado garoto propaganda de uma série. E isso, não há Emmy que supere!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER