GA 10×01×02 — Seal Our Fate/ I Want You With Me

Eu sou a família dele.” Meredith sobre Webber

O retorno de Grey’s Anatomy não poderia ter sido diferente. A premiere de episódio duplo conseguiu manter um ritmo até ágil, com tantos assuntos que ficaram em aberto no último finale.

A décima temporada começou mostrando que os laços estão cada vez mais intensos, para bem ou para mal. É interessante notar que assim como Richard começou, Meredith encerra o episódio falando em família, e então percebemos que em nove temporadas essas pessoas se tornaram uma família que passou por muita coisa juntos, e por isso entenderam que eles só têm a eles mesmos. Meredith é a família que Richard escolheu. Derek e Yang são a família que Mer escolheu.

Foi ótimo ver como Grey soube lidar com a responsabilidade de decidir o tratamento de Richard, mesmo sob efeito de remédios. A tarefa não era fácil, já que tanto Miranda quanto Cristina tinham certeza que suas respectivas escolhas seriam as melhores. E como dificuldade pouca é bobagem, Catherine Avery ainda se envolveu com a situação, rendendo ótimos momentos. Confesso que sempre quis ver como a intérprete Debbie Allen se sairia com um bom drama em mãos, já que não conheço o trabalho da atriz fora da série, e é seguro dizer que a mesma não decepcionou. Com Grey, Bailey e Catherine ao seu lado, Webber definitivamente está em boas mãos. Ainda bem.

Quem também está sendo bem cuidada é Callie, mas não pela esposa. A dra. Torres encontrou em Meredith e Derek um apoio necessário para atravessar este momento tão doloroso emocionalmente. Será este um prenuncio do surgimento de uma forte amizade entre Mer e Callie já que não teremos Yang para fazer companhia à sua person no próximo ano? Certamente é algo que merece atenção, e se for mesmo acontecer, espero que essa amizade seja construída sem pressa, e que faça sentido mais na frente.

GA 10x01 Avery

A separação de Yang e Owen vem sendo construída já há bastante tempo, mostrando que este talvez seja o relacionamento mais bem escrito das últimas temporadas. Sem reviravoltas desnecessárias, o casal está aprendendo a desapegar de uma forma mais despreocupada, casual. Mais importante, procurando aproveitar cada minuto antes do fim iminente.

Já April continua sem saber o que quer da vida. Matthew? Avery? Jesus? Será que Kepner e o socorrista conseguirão chegar ao “sim”? Enquanto isso Jackson continua se mostrando o cara centrado que ele precisa ser, em todos os sentidos. Só não consigo acreditar nessa história meia boca dele com Stephanie. Veremos até onde ele aguenta.

A premiere mostra também que os internos irão começar a caminhar para encontrar o mesmo destino que citei no começo da review: a família, mesmo que ainda a passos pequenos. O primeiro ano de Jo e seus colegas não foi tão generoso em relação ao texto, com exceção da própria Wilson que ganhou um leve desenvolvimento com Karev. Quem teve menos sorte foi Leah, praticamente esquecida pelos roteiristas. Agora os internos terão uma nova chance para mostrar a que vieram, afinal, alguém vai ter que ficar no lugar dos nossos queridos originais (fica, Yang).

Falando nos internos, é uma pena perder a minha novata favorita tão cedo. Como já falei em reviews anteriores, Tina Marjorino, a Heather Brooks, tem uma veia cômica que poderia fazer muito bem à série. Os momentos de aprendizado com Derek e as disputas com Ross certamente farão falta para este que vos escreve. A longo prazo, é possível dizer que a perda de Brooks é algo significativo para o quarteto restante. Logo eles que nunca foram melhores amigos agora têm motivos para permanecerem juntos e estarem dispostos a se ajudarem. Quem sabe agora teremos a construção desses personagens que durante uma temporada inteira não passaram de promessa.

GA 10x01

Ross, por exemplo, precisará de uma construção cuidadosa a partir de agora. O cara é simplesmente o culpado pela morte de uma colega, direta ou indiretamente, e este é um peso que o personagem carregará até o fim, ou pelo menos é o que imagino. A parte boa é que ele tem plena consciência disso, o que fará diferença na formação do caráter (ou a falta dele) do personagem. Deu pena mesmo foi da mãe de Heather, que tocada pelo silêncio do rapaz acabou indo consolá-lo, como se ele e Brooks tivessem uma forte proximidade.

Os pacientes da semana também renderam ótimos casos. Irônico ver como Avery e Kepner tiveram que acompanhar os noivos ao altar, e mais legal ainda foi ver a idosa da montanha que fez a triagem nas vítimas. Ela é um retrato de como a vida é injusta às vezes, mostrando que pessoas por aí se doam demais e recebem menos do que merecem.

Antes de encerrar a review, um ponto importante merece ser lembrado. Onde estava o marido da Bailey? Ben estava no hospital até o minuto final do season finale e agora ele simplesmente não estava mais. O que eu perdi? Ele saiu no meio da noite? No meio da tempestade? Bailey ligando pra se desculpar só pra dizer que os roteiristas não esqueceram dele não explica coisa nenhuma. Se eu estiver correto, este foi um grave erro de continuidade. Se explicaram a ausência de Boswell, por que raios não explicaram a dele também? Se alguém souber, por favor me fala nos comentários.

Ah, sério que o McBaby se chama Derek Bailey? Seriously? Certo que foi bonitinha a homenagem, mas convenhamos que qualquer outro nome ficaria melhor (e menos confuso). Mas isso é detalhe.

Até alguns anos atrás, quando Grey’s andava meio desacreditada, quem diria que a décima temporada começaria tão bem? O que presenciamos, amigos, não é o desgaste de uma série. Pelo contrário. O texto está maduro, e isso é mérito de tantos erros e acertos nestes quase 200 episódios. Aquela série sobre médicos que se comportavam como adolescentes deu lugar a uma série sobre adultos que aprenderam a sobreviver. E sobreviver no universo de Shonda Rhimes não é para qualquer um.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER