GA 8×22 — Let the Bad Times Roll

“O exame é um espelho.”— Derek
“Refletindo minha incompetência? Está dizendo que não vou gostar de mim mesma se eu desistir agora? Que não conseguirei me olhar no espelho, se desistir?”— Meredith

Um episódio inteiro mostrando o exame final dos residentes tinha mesmo que ser excelente, e foi. No tudo ou nada, nossos médicos cederam a pressão e correram risco de não conseguir bons resultados. Grey, doente, vomitava enquanto respondia as perguntas, Yang batia de frente com o examinador a todo momento, e Karev perdeu a primeira sessão de perguntas. Sim, ele chegou a tempo (ou quase isso)!

Neste, todos os personagens tiveram bons momentos. Em Seattle, o “ex-marido” de Arizona, diagnosticado com câncer há seis anos, deu as caras e só agora procurou tratamento. Tarde demais. O tumor já havia se espalhado e estava chegando ao coração, deixando a Dra. Robbins desesperada, prestes a perder um grande amigo. Com uma performance tão boa, você se pergunta porque a dona Shonda deixou a personagem de Jessica Capshow uma temporada inteira apenas como apoio para Karev, ao invés de proporcionar momentos assim, onde podemos ver mais dela.

A série é repleta de bons atores, então por que Shonda Rhimes deixou Miranda Bailey, por exemplo, tanto tempo escolhendo namorado quando podia ter nos proporcionado momentos mais grandiosos? Lexie também teve uma participação tímida, e só agora voltou a ser a little Grey que conhecemos (a moça finalmente se declarou pro Sloan!). Resta torcer para que elas não sejam mais esquecidas — pelo menos não tão cedo.

Tivemos ainda um grupo de médicos que foram conhecer o Seattle Mercy para decidir se trabalhariam lá ou não. Achei que o momento podia ter rendido mais, mas não.

E os exames finais enlouqueceram nossos residentes. Quem ali não perdeu o controle? Grey vomitando na frente dos examinadores foi exagerado, mas engraçado e doloroso ao mesmo tempo. É como o Karev falou, eles estão ali para decidir se vão ou não ser médicos de verdade. Não importam as circunstâncias. Os médicos devem ser julgados pelo que sabem, e seguindo a lógica, apenas Kepner foi reprovada.

Apesar de não querer ver ninguém reprovado, no caso de Kepner foi até bom. Falei na review do episódio passado que April nunca foi muito importante pra trama. Ela sempre fez tudo certo, foi dedicada, mas era alguém que estava ali por tabela. Depois de perder a virgindade e ser reprovada nos exames, é sensato esperar que a personagem entre em processo de transformação.

Em cinco anos (na cronologia correta), Grey, Yang e Karev mudaram quase que completamente, enquanto April e Avery, na série desde a sexta temporada, ainda são os mesmos. Isso porque eles precisam de algo pra evoluir e seguir em frente. É exatamente isso que acontece com Kepner neste momento. Pode parecer bobo, mas a personagem questionar seus princípios é o principal indício de que ela está crescendo e assim deve continuar. É certo de que podemos esperar uma nova Kepner na próxima temporada.

Gente, e que cena lindona foi aquela da Meredith e o Derek conversando por telefone? E ele de conselheiro e “aprendendo” a usar metáforas? Hahahaha!

Os dois últimos episódios da temporada chamam-se Migration e Flight. Dito isso, quem aí já começou a chorar?

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER