GA 9×19 — Can’t Fight This Feeling

Esta semana Grey’s Anatomy deixou o drama dos médicos um pouco de lado e apresentou um episódio focado nos casos da semana, como não víamos há muito tempo.

O estopim inicial foi a colisão entre um caminhão de gasolina e um carro que deixou pelo menos uma família inteira ferida, porém, o número total de vítimas era desconhecido. A família em questão envolveu Owen no que chamo de “lembrete da tia Shonda”. Enquanto o casal estava sendo tratado, o filho deles que deveria ficar sob supervisão de uma assistente social preferiu passar o tempo com Hunt. Já sabemos que o cara tem jeito com criança e neste caso específico ele se envolveu pra valer. Restando apenas cinco episódios para terminar a temporada, me pergunto se isso não seria um aviso sobre o futuro do relacionamento dele com Yang. Mas do jeito que o casal está feliz, deve ser apenas implicância minha.

O pai do garoto ficou sob a responsabilidade de Cristina, que fez o que achou necessário para salvá-lo mesmo que seu método não tenho agradado Hunt, e nem tenha passado pela aprovação de Russell. Já a mãe teve que passar por uma cirurgia cerebral complicada que resultou em perda de memória. O interessante aqui é que enquanto o clima estava muito tenso, foi divertido ver Derek trabalhando com Ross e Brooks. Impossível não se divertir com o Ross sentindo ciúmes da Brooks ganhando a simpatia do professor tão rápido.

Kepner recebeu a missão de salvar uma mulher grávida com várias queimaduras no corpo. Com a ajuda de Jason (a.k.a. Tórax Pecwell) e Karev, April conseguiu salvar o bebê, mas a mãe não teve a mesma sorte. Kepner se deixou afetar pela morte da vítima, e a cena veio em boa hora. É até divertido ver a ruivinha querendo levar o namorado ao parque de diversões, mas são cenas assim que eu gostaria de ver mais vezes. A moça ainda falou em destino, de casais que foram feitos para ficarem juntos. Mais um ponto para ficar de olho até o fim da temporada.

GA 9x19

Mas o episódio foi mesmo de Casey, interpretada por Sarah Chalke (a Dra. Elliot Reid de Scrubs). Justificando o nome do episódio, Chalke deu vida ao papel de uma mãe convicta de que seu filho tinha algo mais sério que uma simples virose. A intuição de mãe deu certo, já que Meredith compreendeu a situação e decidiu fazer o máximo de exames para descobrir o problema real do garoto.

Sarah fez um trabalho fantástico na pele da mãe. Afinal, ela é a mãe. A trama da personagem foi inspirada na própria história da atriz que teve que lidar com o filho diagnosticado com a Síndrome de Kawasaki. Deve ter sido doloroso, no mínimo, para Chalke ter que reviver os momentos que ela já passou. Entretanto, ela desempenhou, em conjunto com a série, um papel social importante para ajudar mães e pais que podem estar enfrentando ou possam vir a passar pelo mesmo problema.

A trama rendeu. Após acompanhar o sofrimento de Casey, Grey resolveu fazer mapeamento gênico não apenas no seu bebê, mas também nela própria. Foi quando um assunto muito recorrente na série surgiu novamente: Alzheimer. Espero que Shonda poupe nossa protagonista e não faça grande caso disso, mas é da série de Shonda Rhimes que estamos falando. É sempre bom estarmos preparados para o pior caso possível.

Por fim, tivemos uma Callie que passou o episódio inteiro preocupada com seu discurso para a conferência TED. Eu já tinha visto os comentários no Twitter, e não vou negar que fiquei assustado. Se vocês bem se recordam, Callie não gosta muito de falar na frente de um público e já foi prejudicada pelo nervosismo. A saída foi simples, por conta da correria no hospital a Dra. Torres não pôde comparecer à conferência, mas foi salva de última hora por Webber e conseguiu fazer seu discurso transmitido diretamente do hospital.

A mudança de rotina na estrutura da temporada não foi nenhum problema. A era Grey Sloan Memorial precisava de um episódio assim, que já foi a marca da série. Vimos que após tanto caos, a equipe do GSM está unida e pronta para entrar na reta final da temporada de Grey’s Anatomy.

P.s.: Shonda ouviu minhas preces e mostrou a lindinha da Zola logo no início do episódio!

P.s. 2: Deixo vocês com o promo do próximo episódio, She’s Killing Me. Mas fica a dica, vejam por sua conta e risco.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!