GA 9×20 — She’s Killing Me

Assisti a este episódio de Grey’s Anatomy no automático. Ou seja, esperando acontecer algo muito ruim no final. Resultado? O terceiro ato terminou da pior forma possível para uma das personagens mais queridas da série. Mas já eu volto a falar disso.

Can’t Fight This Feeling foi de um ritmo frenético e mesmo assim não deu tempo contar todas as histórias. Logo, a maioria das tramas continuaram em She’s Killing Me, e após o gancho que ficou deste episódio, os plots continuarão a se desenvolver quando a série retornar da pausa (dia 25). Até lá, não sei se minhas unhas estarão inteiras.

Eu não imaginei que o resultado do mapeamento gênico da Meredith sairia tão rápido. Na verdade, eu pensei que mesmo decidida, Mer não faria o procedimento assim de uma hora para outra. Shonda surpreendeu e de cara entregou os resultados. E pensando bem, não tinha mesmo porquê demorar. Afinal, por mais que não quiséssemos que o resultado fosse positivo para genes de Alzheimer, no fundo nós sabíamos que isso aconteceria, mais cedo ou mais tarde.

Lembro bem da cena final de Almost Grown (temporada 7, episódio 05), que o Derek estava preocupado se Mer desenvolveria a doença. O episódio terminou com o casal chegando em casa e, parados na porta, Meredith se perguntava onde estava a chave da casa quando a chave estava nas mãos dela. Derek fez a expressão de quem sabia que a hora chegaria e a doença se desenvolveria. Junto com ele, percebi isso. Talvez todos nós tenhamos percebido. Mas Shonda gosta de deixar alguns assuntos mal resolvidos até que seja hora de tirá-los do baú.

GA 9x20

O monstro do Alzheimer não deixou Grey trabalhar direito sem querer garantir que seus filhos ficassem em boas mãos caso o pior viesse a acontecer. Engraçado que no universo de Shonda, até suas personagens sabem que sempre pode piorar. Fiquei alegre e triste ao mesmo tempo quando o nome da Lexie surgiu como guardiã da Zola. Sobrou pra Yang, que era o plano b da Mer. Cristina, porém, não quer ter que assumir o papel de mãe — nenhuma novidade até aqui.

Claro que para o contexto da série fica mais coerente escolher alguém do elenco fixo, mais próximo da Mer, como a própria Yang. Mas convenhamos, seria tão absurdo assim para o McCasal pensar em uma das irmãs do Derek como guardiã das crianças? Para não ir muito longe, além da Lizzie, que conhecemos nesta temporada, temos Amelia, uma personagem maravilhosa criada por Shonda Rhimes para Private Practice. Quem acompanhou a última temporada da spin-off sabe bem o que isso representaria para neurocirurgiã de Los Angeles.

Mas voltando um pouco para a Yang, aparentemente, minha teoria do “lembrete da tia Shonda” estava correta. Se há uma trama envolvendo Owen e uma criança, é claro que isso quer dizer que o casal voltará a discutir sobre ter filhos ou não. A conversa entre Meredith e Cristina também serviu para evidenciar isso. Yang sabe o quanto o cara se envolveu com o caso do garoto que tinha ambos os pais internados no GSM e não tinha par onde ir. A temporada está cada vez mais perto de terminar, e essa bomba cada vez mais perto de explodir.

A intriga do momento, portanto, não é pessoal. Hunt não é a favor do método solitário que Yang adotou para trabalhar e acha que a falta de supervisão do Russel pode atrapalhar o desenvolvimento dos casos. E na boa, acho que ele está certo. Apesar de saber da competência de Yang, ela ainda responde a um superior, mesmo na posição que ela se encontra. Agora que Yang é uma das donas do hospital, ela faz questão de fazer essa de troca de papéis entre ela e seu mentor. Nós observamos Yang amadurecer pessoal e profissionalmente nos últimos dois anos, e não quero que ela ponha isso a perder agora.

Derek teve que deixar seu pupilo Ross conhecer outras especialidades para ensinar Heather Brooks. Apesar de ter sido forçado, o Dr. Shepherd fez o que era certo. Ainda é muito cedo para os novos internos escolheram uma especialidade. Com exceção da Yang, todos os outros demoraram a decidir, então por que seria tão rápido assim com o Dr. Shane? E com isso talvez a Brooks ganhe mais tempo na telinha, assim espero.

April finalmente teve coragem de contar a verdade para Matthew, e foi logo no dia que o rapaz convidou a mãe para conhecer a namorada. O paramédico não gostou de saber que foi enganado pela moça e terminou o relacionamento. Pronto, Kepner, você está livre para ir ao parque com o Avery.

O que mais gostei no episódio foi o plot do treinamento para os médicos sírios. Owen, Arizona e April ficaram chocados quando perceberam que não é nada fácil

GA 9x20.1

salvar as pessoas em plena Guerra Civil na Síria. Só acho que a situação deveria parecer no mínimo familiar para Hunt e Robbins, já que eles fizeram um trabalho parecido anteriormente. Fora isso, a dinâmica dos cirurgiões do GSM com os visitantes foi muito boa.

Agora cá entre nós, não acredito que o médico sírio conquistou a esposa levando-a para assistir O Exterminador do Futuro 3 no cinema. Custava escolher um filme bom pra ver com a moça?

E antes de chegar no último assunto da review, preciso lembrar que não tivemos Jo Wilson e Jason Myers se pegando pelos corredores do hospital. Ainda bem, né? A melhor parte é que esse namorico não deve durar até o fim da temporada, já que o ator Charles Michael Davis, que interpreta o Dr. Myers estará comprometido com uma nova produção do canal CW na próxima temporada.

Quando falei no início do meu texto que esperava algo ruim acontecer no final do episódio, eu achei que seria em relação ao Alzheimer ou a um dos tantos casos que estavam sendo tratados, e de certa forma o que aconteceu se aplica à segunda opção. O problema é que a pisada na bola foi tão séria que só se compara ao processo do Owen em relação ao acidente.

O roteiro trabalhou para mostrar que Leah era culpada pela infecção nos pacientes, e pela primeira vez fiquei feliz pela personagem ganhar uma história decente. Só que Shonda precisa de um drama ainda maior para movimentar a série, e dessa vez sobrou pra Bailey, que há tempos não passava por um perrengue tão grande. A situação fica ainda mais chata quando a série mostra uma Dra. Miranda Bailey que tem a simpatia de seus pacientes, para depois fazê-la passar por isso. Tenha dó, Shonda Rhimes. Só espero que isso se resolva até o final da temporada e não se arraste pelo próximo ano da série.

Agora não tem mais para onde correr. A nona temporada de Grey’s Anatomy está entrando em sua reta final, e Shondaland não está poupando drama. Ainda tem muita coisa pra acontecer nesses quatro episódios que estão por vir. Vocês estão preparados?

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Por essa a Ru Paul não esperava. Analisamos os piores looks da Mamma Ru, como bons guest judges.

Visitamos a Casa Warner com o tema Friends e mostramos tudo nesse vídeo.

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER