GA 9×23 — Readiness Is All

Quando Grey’s Anatomy faz você pensar que sabe o que vai acontecer e depois mostra que o que a série sabe fazer mesmo é surpreender, não há outra saída a não ser reconhecer o belo trabalho que está sendo feito pelos roteiristas. Nesta temporada, especificamente, deve-se reconhecer que a equipe de Shonda Rhimes aprendeu o melhor com a showrunner, já que nenhum episódio da temporada foi escrito pela criadora da série.

E o que é o ‘melhor’ quando se fala nas histórias de Rhimes? Duas coisas se enquadram aqui: relacionamentos e drama. Grey’s, em definição, é o suprassumo destas duas palavras. É justamente por isso que a série sobreviveu por oito anos e em plena nona temporada sustenta excelentes números de audiência e um ótimo ritmo de desenvolvimento de tramas.

Readiness is All (prontidão é tudo, em tradução livre) abre as portas do Grey Sloan Memorial para os acontecimentos do tão esperado season finale. E como o título defende, os cirurgiões de Seattle precisam estarem prontos para o que está chegando junto com a tempestade.

Alguns personagens parecem estar caminhando para bons rumos. O primeiro exemplo é o casal Meredith e Derek, que apesar do susto, está cada vez mais perto de dar as boas vindas ao McBaby. O outro é Kepner, que foi surpreendida por um flashmob e acabou ganhando o pedido de casamento mais criativo da série. Por mais que a temporada já esteja na reta final, ainda é muito cedo para acreditar que tudo vai acabar bem. Eu não me surpreenderia se o noivo de April enfrentasse maus bocados neste finale só para acabar com a felicidade da moça.

GA 9x23

Outra trama que acho que ainda não está finalizada é o caso de Owen e do quase órfão. O pai do garoto acordou quase que milagrosamente, e isso é bom. Só que pouco antes do paciente acordar, o Dr. Hunt finalmente considerou a possibilidade de adotar o garoto e até trocou figurinhas com a Grey sobre adoção. Que timing ruim, hein. Porém, como falei no início do parágrafo, não sei se acredito que este caso está encerrado. Afinal, Owen quer transferir o pai do garoto justo enquanto uma tempestade está acontecendo. Na boa, sabe o que eu acho? Acho que o cara acordou pra morrer. Só acho.

E falando em timing ruim, precisamos falar sobre Arizona. Será que o fator Boswell não aconteceu cedo demais? Poxa, Callie e Robbins já passaram por cima de tanta coisa que eu me pergunto qual a necessidade de um triângulo amoroso logo agora que as duas finalmente pareciam estar bem. O casal já superou África, o bebê inesperado, o acidente de carro, o acidente de avião… e agora a loira do sorriso super mágico (não mais tão mágico) trai a esposa? Nunca haverá um tempo em que essas duas simplesmente aproveitarão a família que formaram como Meredith e Derek tem feito? Será que Arizona é um daqueles casos de gente que aparentemente está feliz, só que na verdade não está? O que me incomoda aqui nem é apenas a traição, mas a facilidade com que aconteceu.

O que houve com a personagem foi basicamente um desvio de caráter que eu não consegui engolir. Como Arizona pode ter esquecido tão fácil de quem sempre esteve ao lado dela quando ela mais precisou? Seria mais crível que a Callie tivesse se envolvido com alguém nos dias sombrios da Robbins, como o Owen fez na temporada passada. Veremos o que os roteiristas guardam para o futuro de Calzona. Tudo o que podemos fazer é esperar.

Bailey mais uma vez quis esticar seu hiato das salas de cirurgia, mas não demorou para perceber que já estava na hora de voltar aos trabalhos. De novo, ponto para Richard que foi sensato o suficiente para abrir os olhos de Mandy. E claro, isso precisava vir dele. Ainda mais depois de tudo o que ele ouviu da Bailey quando a mesma descobriu a infecção. E assim eles vão se acertando.

Por fim, tivemos o surpreendente desenrolar da trama de Alex e Jo. O roteiro foi cuidadoso com estes dois. Todo mundo imaginou que Chest Peckwell acabaria escoriado, mas nem todo mundo pode prever que Wilson seria a autora dos danos. É interessante notar que o passado da moça foi relevante neste caso, já que ela passou por maus bocados nas mãos de outros homens. E gostei de ver como o Karev fez o possível para Jo não sofrer mais com isso. O problema é que o que Jo e Myers têm, é caso de polícia. Não sei até onde seria seguro para Karev tomar a culpa. Ainda mais quando todos eles são funcionários de um hospital que se envolve em uma polêmica atrás da outra.

É seguro dizer que Readiness is All é a premissa de um finale que promete ser um dos melhores da série. Afinal, após o controverso final da oitava temporada e o excelente desenvolvimento da nona, Grey’s Anatomy tem a obrigação de se despedir da temporada da melhor forma possível.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Será que a Elsa se assumiu lésbica cantando e ninguém percebeu?

Curiosidades de Euphoria, a série BAFOOOO da HBO.

Viajamos no verdadeiro trem do Harry Potter! Na vira real!!! Veja como foi a experiência neste vídeo.

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER