GG 5×18 — Con Heir

“Eles são a minha família.” — verdadeira Charlie deixando o draminha de lado e assumindo os Van Der Woodsen como seus únicos parentes.

Mais de um mês se passou e Gossip Girl retornou de sua folguinha com mais um episódio morno. Oremos. Mesmo que muitos não concordem, acho que é meu dever aqui, pelo menos, apontar o que está de errado nessa série. Não é possível que eu esteja sozinha.

Em Con Heir, temos a “luta” da família Van Der Woodsen para recuperar o que Ivy Dickens tomou. Quer dizer, mais ou menos tomou, já que Cece quem deixou tudo para ela — até que se prove o contrário. Mas que luta que nada. O máximo que conseguiram foi o pai de Serena, William, aceitando dinheiro de Ivy para tornar a herança ilegal, mas a própria S. conseguiu estragar tudo.

Isso porque ela foi burra o suficiente para não perceber que era tudo armação. Passou por tantos sufocos, tadinha, e não conseguiu ver algo tão óbvio. Ainda na linha burrice, porque ela cometeu a insanidade de postar no Gossip Girl do lugar onde trabalha? Não podia esperar chegar em casa? Foi demitida, bem feito. Como se precisasse de um emprego.

Aproveitar que toquei no assunto NY Spectator: nunca vi um jornal girar em torno de, no máximo, cinco pessoas. Para mim é o cúmulo do rídiculo e, além disso, Nate pagando de editor-chefe… me desculpem, mas isso não desce mesmo. E, bom, pelo visto teremos a volta de Diana agora… tudo bem que ela é super sem graça, mas ao seu redor há um mistério e eu sei que todos querem saber o que é.

No que diz respeito aos romances, continuo com a mesma opinião. Além de começar a achar forçado a relação de Lily com Rufus, que está a maior melação e muito chata, temos Blair e Dan. Oh, Deus. Tive esperança, no começo do episódio, de que aquela falta toda de química na cama pudesse acabar com esse relacionamento, mas não. No final deu tudo certo. Mas, para mim, continua não tendo química alguma. Sou total #TeamChuck.

Para esquecer um pouco aquelas cenas de nojinho puro, e já que torço para a felicidade de Chuck, apesar de todas as suas maldadezinhas ao longo da série, achei o máximo ele ter sido salvo, no fim das contas, por sua mãe. Essa trama envolvendo Elizabeth mexe comigo, e tem tudo para vingar se ela realmente voltar. Ponto positivo do episódio — e único, além da aparição de Jack Bass, que em poucas cenas roubou… bem, roubou a cena.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER