Glee 5×13 — New Directions

Sue Sylvester didn’t win. Maybe she took away glee club, but she will never take away what we had. We were a part of something incredible.” ROSE, Marley

A segunda parte da comemoração dos cem episódios de Glee foi marcado, mais uma vez, pela emoção, mesmo tendo sido mais fraco que seu sua outra metade, 100, e nele continuamos acompanhando os últimos momentos do glee club do McKinley High e o desfecho das histórias de boa parte de seus integrantes.

Começando pelo menos importante, o quinteto inexpressivo ganhou o direito a algumas falas (como a destacada aí em cima) e foram brindados com um abraço e fim, acabou a história que nem deveria ter começado. Se a gente soubesse que era tão fácil, podia ter pedido pra Ryan fazer isso antes, né? Bom, fica aí a frase da Marley pra ninguém dizer que eles não estiveram presentes aqui no Box.

Tina ganhou um plot de, o que, uns cinco minutos? Não sabia o que fazer, foi convencida de que podia ir pra Nova Iorque sem nada planejado, e terminou que vai mesmo pra Brown, se despedindo de Glee, também. Puck e Quinn terminaram juntos, cantaram um última música e vão ter filhos para compensar maniacamente a burrada que fizeram na juventude e a ausência da filha que eles rejeitaram, mas resolveram amar e/ou roubar da mãe adotiva sem motivo aparente. Espero que os gleeks parem com a obsessão por menina Daiane daqui em diante.

Glee 5x13 New Directions

April e Holly tiveram o plot mais avulso do episódio, tentando salvar o glee club por um bloco inteiro. Não deu certo, passaram vergonha, terminou numa festa aleatória e nem me lembro se elas voltaram a aparecer pelo resto do episódio. Sue e Becky reinaram mais uma vez e, sério, eu queria muito que Becky fosse pra Nova Iorque morar com Kurt e Rachel e Santana. Vocês já imaginaram essa garota enfrentando Santana todos os dias pelo resto de Glee? Eu consigo.

Chegando ao que realmente interessa, Santana e Rachel finalmente se entenderam. Naquelas, obviamente. Santana conseguiu convencer Brittanny de que ela não precisa ser quem ela não é — personalidade adquirida no fim da quarta temporada — e as duas se reaproximaram, o que amoleceu o coração de Santana. Pena que provavelmente não teremos mais Brittany daqui pra frente. Só resta saber qual vai ser o desfecho do casal.

Sentimos vergonha alheia do Will? Sentimos. Mas a homenagem que ele recebeu foi linda e, querendo ou não, merecida. E a cena dele com Sue foi um dos pontos altos do episódio.

E foi isso, Ohio acabou, finalmente. Daria pra dizer que não vamos sentir falta, mas na verdade já sentíamos falta de Ohio, mas dessa Ohio que vimos nesses dois últimos episódios, não no que ela se transformou nas últimas temporadas. Um desejo para Nova Iorque? Sam esquecendo mais as roupas. Obrigado.

Musicalmente o episódio foi fraco, e eu preciso confessar que errei feio semana passada quando disse que iam ser mais cinco regravações. Já foram tantas músicas que eu só fui vendo os intérpretes e achando que já tinham sido feitas. De qualquer jeito, só se salvaram Be Okay, de Oh Honey (sério, quem é?), e Don’t Stop Believin’, do Journey, hino da série. Nenhuma coincidência que as duas sejam as duas performances do episódio com Lea. Amo essa mulher. Don’t Stop Believin’ ganhou uma ótima nova versão, mas nem preciso dizer que me afoguei em lágrimas lembrando do Cory, principalmente com o voice over dele, né?

Agora é ver o que nos espera em Nova Iorque.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER