Glee 6×04: The Hurt Locker, part 1

Klaine. Eu os observo calmamente desde que se conheceram. Separados, eles são tão sem sal. Mas juntos… Uma sinfonia de sodomia de autocongratulação. Eu acreditava que seu amor duraria por eras. E quando terminaram, fiquei devastada. Por quê? Eles pareciam estar indo tão bem, e de repente terminam? Neste momento, me comprometo, custe o que custar, a juntá-los novamente e alcançar meu último objetivo: ser a garotinha das flores no fabuloso casamento gay deles. Aguarde, Porcelana. A ajuda está a caminho.” SYLVESTER, Sue.

Um episódio inteiro centrado em Sue, suas loucuras, falta de lógica e nos seus planos de vingança contra quem cruza seu caminho e/ou tentar manter Klaine separados.

Fim da review, nada precisa ser dito sobre isso.

BRINKS, né?

Apesar da premissa ser incrível, e do ótimo episódio, ele ainda não entrou no meu top 10 episódios de Glee (com Break Up ainda no topo). E olha que o episódio teve tudo o que se pode esperar de Glee. Voice over, piadas com voice over, autorreferência, autodepreciação, insanidade, tudo mesmo. Mas faltou alguma coisa.

Glee 6x04 Thumb

Quem estava e perguntando como eles pretendem ir pra competição com apenas quatro membros no coral, acalmem-se (ou não): finalmente a pergunta foi feita na série, que ainda não tem resposta pra isso. Eu ainda acho que vai aparecer uma brecha no regulamento e os antigos membros vão competir, assim Blaine volta a comandar os Warblers e Will afunda de vez o Vocal Adrenaline (já falamos sobre isso).

O ponto alto do episódio (entre vários) foi sem dúvida a plaquinha de “missing” na foto daquele dançarino mudo da primeira temporada, que fazia parzinho com Mike. Por onde anda Dançarino Mudo? Beijo, Dançarino Mudo!

The Hurtlocker, part 1 foi bem econômico nas músicas, o que não significa que não tenha sido grandioso nessa parte, pelo menos no que diz respeito ao McKinley. Sue fez uma cover bem divertida de Bitch, de Meredith Brooks, um clássico dos one hit wonders (e uma das minhas músicas favoritas nos anos 90, saudades Disk MTV com a Astrid). Sam e Rachel fizeram A thousand miles, da Vanessa Carlton (amo que é a música do Marlboro na voz da Carlton), e a performance foi bem fiel ao vídeo da música, como está ficando bem comum em Glee.

A decepção fica por conta do Vocal Adrenaline e as duas performances sofríveis e Rock Lobster, música chata do B 52’s, e de Whip It, crássico do Devo. Provavelmente a culpa seja do novo vocalista deprimente do VA, porque mesmo sem Jonatha Groff (❤) o VA ainda era melhor que o ND, mas é óbvio que nada nunca superará a performance de Bohemian Rhapsody da primeira temporada. Nada. Nunca.

Acho que pra conseguir entender toda a magnitude desse episódio, vamos precisar esperar pela segunda parte para ver até onde Sue vai com essa vingança. A julgar pelo título do 6×06, não muito longe (mas as listas de músicas dos próximos episódios me dizem que não vão dever nada pro que já foi mostrado até agora). Preparem seus lenços, de qualquer maneira.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER