Glee 6×06 — What The World Needs Now

Família são as pessoas que acolhem você, sem julgamentos. Eles podem ver a dor nos seus olhos, mesmo que você esteja enganando todo mundo. Família é sobre rir alto, sorrir aberto e viver melhor. É como caramelo, fica ainda melhor com algumas nozes. Embora não estejamos ligados pelo sangue, estamos ligados por algo muito mais forte: amor.” GLEE CLUB, The.

E Glee continua nos entregando episódios que só mostram o porque ela foi uma série tão querida durante anos. Tirando a volta de Mercedes (que mesmo tendo alguma serventia esse episódio, eu continuo a não gostar), e as músicas que eu achei particularmente entediantes mesmo se encaixando na trama, o episódio foi maravilhoso. Com toda certeza essa temporada vai me fazer esquecer o fiasco que foi a quinta temporada e ainda finalizar a série com chave de ouro, me deixando com saudades.

Rachel sentindo medo é algo completamente novo pra trama, e é claro que isso enriquece ainda mais a personagem. Ela pode não ser a preferida de muitos dos fãs da série, mas é ela que faz e sempre fez a série acontecer. Não existiria Glee sem Lea Michelle e sua Rachel Berry. Ver a personagem passar por diferentes níveis de negação para uma nova tentativa de voltar para a Broadway e, então, finalmente ir é algo que mostra o cuidado que os roteiristas andam tendo com a trama. Mas por outro lado, fico com medo do que pode acontecer caso ela passe nessa audição.

Até porque Samchel precisa se desenvolver. I’ll never fall in love again mostrou que ambos estão com medo do que está por vir dessa relação que está crescendo aos poucos. Mas eu acho que (fãs xiitas que acham que Rachel deve ficar sozinha vão me odiar, mas sou reviewer substituto mesmo) o melhor caminho é a personagem seguir em frente. Sam está ocupando, na escola, o cargo que eu sempre achei que seria de Finn um dia. E a forma como ele trata Rachel e um quê de fofura e maturidade, que o personagem adquiriu longe de Mercedes, me fazem acreditar que a decisão não poderia ser mais acertada.

glee606

Brittany e Santana são as personagens que mais cresceram na série em toda sua trajetória. Vê-las com tanto destaque assim agora, tomando o episódio quase todo para elas (principalmente Brit), quando lá na primeira temporada elas nem abriam a boca direito é o céu. A primeira (e acho que única) aparição dos pais de Brittany e a revelação da paternidade psicológica da personagem são coisas que só Glee pode fazer sem a série cair no ridículo, até porque estamos falando da série que mais se auto satiriza na vida né?

E a volta da Abuela Lopez e todo o desenvolvimento da relação com a sexualidade de Santana foi maravilhoso. Ver a velha falando que ama a neta, mas que não pode aceitar o “pecado” dela é algo que eu poderia escutar de qualquer uma das velhinhas carolas que moram na minha rua. Mas nenhuma das netas das carolas da minha rua responderiam como Brittany S Pierce respondeu. E ainda dando lição de moral sobre preconceito pra velha abuela. Por esses e outros momentos que eu definitivamente amo Glee.

Sobre aquele final lindo e maravilhoso sobre família e aceitação quase me fez chorar. Talvez me doeu menos do que ver aquela figurante de costas como se fosse a Emma na casa do Mr Shue. Eu não tinha percebido o quanto personagens, como Emma, fazem falta.

Agora só faltam sete episódios pra série acabar de vez, e pensar nisso só faz meu coração apertar.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER