Glee 6×1 e 2: Loser like me/Homecoming

Valeu a espera. Depois de um hiato maior que o normal, Glee retorna para sua derradeira temporada com dois ótimos episódios — e fazendo este que vos escreve pagar a língua. Ótimas interpretações, bom texto, escolha de músicas acertada, diálogos ágeis e, claro, a indefectível narração em off: tudo estava lá, como nos nos velhos tempos.

De cara fica claro qual vai ser plot dessa temporada: a boa e velha competição. Também fica claro que com isso virão todas aquelas lições de moral e discursos motivacionais que Glee é mestre em fornecer, mas Sue Sylvester não vai deixar isso sobressair. E por falar nela, óbvio que Sue foi o destaque desses dois episódios. Saudades dos ataques de fúria e da lógica sem sentido dessa mulher.

Loser like me (aposto que você jurou que ia rolar uma nova versão dessa música. Eu jurei.) serviu pra mostrar o que aconteceu depois do fim da temporada anterior. Rachel foi um fracasso na TV — como era esperado -, Klaine não existe mais — como era inesperado- e Sue transformou o McKinley em um colégio modelo com sua didática nem um pouco convencional.

glee-s06e02-hdtv-x264-killers-mp4_000645770

Claro que com um hiato tão grande entre as temporadas, não iam faltar notícias sobre os rumos da reta final da série, então não foi nenhum novidade que Rachel e Kurt ftomassem a frente do New Directions, confrontando e enfurecendo Sue, e que Blaine fosse liderar os Warblers. Talvez a maior surpresa tenha sido Will ir para o Vocal Adrenaline, até porque a gente sabe que o Vocal Adrenaline tem muito mais potencial do que o Will foi capaz de imaginar para o ND. Enfim.

Outra novidade foi o novo casal formado por Blaine e Karofsky. Novidade pra quem esteve em Marte nos últimos meses, porque desde que anunciaram que Max Adler voltaria pra um arco importante na temporada ficou meio óbvio que Blaine e ele ficaraiam juntos. Blaine sempre teve cara de chaser.

Depois de ficarmos por dentro de como andam as coisas por Lima, Homecoming veio pra mostrar pra gente os novos membros do coral, e, olha, primeira vez que fico empolgado com novatos. Primeiro porque eles são realmente talentosos e segundo porque a função deles ali é claramente fazer figuração, não estão tentando emplacar ninguém dessa vez. Ponto pra tio Ryan, que finalmente (e muito tarde) entendeu como as coisas tem que funcionar.

Necessário trazer todos os veteranos de volta? Não. Gostamos disso? Claro. Até menina Daiane estava lá, pra alegria dos hipsters. E, mais uma vez, fomos presenteados com aquilo que Glee sempre soube dar de melhor: auto-referência. Tina se auto-zoando e sendo zoada p0r sempre ficar em segundo plano é ouro puro.

Musicalmente, os episódios foram ótimos. Depois de três temporadas com um playlit tirado da Hot 100 da Billboard, finalmente voltamos à velha fórmula de misturar sucessos atuais, clássicos e showtunes. Loser Like me fez Suddenly Seymour, de A pequena loja dos horrores, Sing, de Ed Sheeran e Dance the Night Away, do Van Halen, mas obviamente os destaques foram Uninvited, da Alanis (dando um dica do que vem a seguir) e Let it go, de Frozen, as duas na voz cada vez melhor de Lea, que chegou onde Idina não tem conseguido chegar ultimamente na sua versão do já clássico da Disney. Só esperando Idina e Lea anunciarem que são realmente mão e filha perdidas.

Homecoming veio com Vica Voce, do The Rocketboys, com o novato que mais me impressionou, Roderick, Tightrope, da maravilhosa da Janelle Monàe, na voz da achei-que-fosse-ser-melhor Jane. Problem, parceria de Ariana (não tão) Grande e Iggy Azalea serviu pra trazer de volta o Unholy Trinity, para nossa felicidade, que ainda fez Mustang Sally ao lado de Roderick, e Home, de Edward Sharpe and the Magnetic Zeros, serviu de trilha sonora para a queima de fogos do Homecoming. O grande destaque fica pra performance de Take on me, do A-ha, com direito a reprodução do vídeo, clássico dos anos 80.

E foi isso. Não vou mentir e dizer que vamos esperar o que vai acontecer na semana que vem, porque, né? Todos sabemos que a review está bem atrasada. Então vai aí em baixo que já deve ter o link pra review do s06e03, também. Se não estiver ainda, ela chega em breve. Prometo.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER