GoT 2×09 — Blackwater

“Foda-se a Guarda do Rei. Foda-se a cidade. Foda-se o Rei.” — Clegane (Cão)

Game of Thrones nos apresentou pela primeira vez uma guerra em Westeros. O diretor do episódio foi Neil Marshall, que também dirigiu o filme Centurião, e que foi escolhido exatamente por ter realizado belas cenas de batalha com um orçamento baixo. Não é difícil perceber o foco do episódio desde as primeiras cenas, com os soldados nos navios, nervosos e enjoados, e o filho de Davos acreditando que o Deus da Luz está do lado deles, convocando os tambores e reunindo os homens. O garoto não é o único a acreditar em Davos, eu também não tinha dúvidas de que ele realizaria o feito e tomaria King’s Landing, até eles chegarem e não encontrarem os navios inimigos.

Tyrion admitindo estar com medo foi uma boa cena para o personagem. Por mais duros que os Lannisters sejam, o mundo de Game of Thrones é realista o suficiente para permitir que os sensatos percebam o que está para acontecer. Digo os sensaatos porque Joffrey é louco, com sua nova espada e o beijo de Sansa para “abençoar” a lâmina, e não conta. Fiquei me perguntando se ele realmente acreditava que mataria Stannis pessoalmente. E eu admito que acredito nessa relação entre Tyrion e Shae, as cenas entre eles ficaram muito comoventes nos últimos episódios e é legal que alguém realmente se importe com ele. Agora nos últimos três episódios as cenas entre Tyrion e Varys estiveram entre as melhores. Cenas muito inteligentes, com diálogos fortes e cada vez mais interessantes. Quando Varys disse “Alguma vez eu lhe contei como eu fui cortado?” fiquei admirado com essa abertura, já que o eunuco (assim como outros membros do conselho) não procura focar os assuntos nele mesmo.

Outra bela cena nos preparando para a batalha foi a de Bronn cantando canções com seus soldados e o tempo fechando entre ele e o Hound. Percebi que há algo ali no meio, mas convenhamos que matar alguém como Bronn antes da grande batalha não seria muito inteligente. Quando o encontro entre as duas forças se torna iminente, as cenas vão ficando mais nervosas e diálogos imprudentes (e por isso mesmo engraçados) surgem, como entre Joffrey e Tyrion nas muralhas, esperando a hora para o sinal para os barcos.

Mas o grande momento foi quando o Fogovivo foi aceso por Bronn. A cena foi fantástica. O navio explodindo e atingindo a frota de Stannis, o fogo esverdeado se espalhando para todos os lados, as velas se queimando e os homens pulando ou caindo dos navios. A cara de Stannis foi impagável. Agora eu até compreendo o medo do soldado, mas não achei muito real ele parar e falar para o suposto rei que não era mais uma boa ideia descer e atacar. Até porque depois Stannis assume a frente e todo mundo grita e o segue.

Quando eles tomam a praia, as coisas ficam ainda melhores. Para um suposto baixo orçamento (que não é lá tão baixo assim), as cenas foram muito boas, com os homens descendo dos barcos e sendo atingidos por flechas. Gostei da pequena resolução entre Bronn e o Hound, mas fiquei intrigado com o bloqueio do guarda do rei. Ele já participou de várias batalhas, o que o teria feito parar ali? Um homem em chamas? Não sei, só sei que ele tem um certo medo de fogo. E sei que me diverti demais com ele largou tudo e xingou todo mundo. Se até a guarda do rei o abandona, não resta muita esperança. Enquanti isso, o prório Stannis lidera a invasão. Quanta diferença! A bravura de Stannis só pode ser comparada aqui com a de Tyrion, que resolveu liderar o ataque. Esse meio-homem (“o que isso faz de vocês?!”) é demais!

Posso dizer que a cena mais comovente para mim foi entre Clegane e Sansa, no quarto dela. O homem mais bruto do reino, com o rosto queimado e cheio de sangue, se rendendo diante dela foi genial. “Eu posso te proteger. Você quer voltar para Winterfell?” Foi realmente muito bonito, não foi? Há um valor em todos ali. Mas a mais chocante é o fim da batalha, quando Tyrion cai, mas Stannis perde, com a chegada de Tywin Lannister, pouco antes de Cersei quase cometer suicídio com seu filho mais novo (uma pena, heim?). Depois das cenas todas entre o velho e Arya, não pude deixar de ficar feliz com a chegada dele. Fantástico!

Esse sim foi um episódio digno de canções! O último episódio terá que ser bom demais pra chegar aos pés deste. Mal posso esperar para o fim da temporada, semana que vem! Agora, por favor, comentem abaixo — quero ler o que vocês acharam, porque o que eu achei é que esse foi o melhor episódio da série!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER