GoT 4×09 — The Watchers of The Wall

Existe essa pessoa. E você se envolve com ela e ela com você. E por algum tempo, você é mais do que apenas você. Você é… Não sei, não sou um maldito poeta.” — SNOW, Jon

Seguindo a tradição de episódios-evento, The Watchers of The Wall trouxe um confronto inesperado e tecnicamente brilhante. Compartilhando o mesmo diretor do episódio da Batalha de Blackwater, o confronto dos selvagens com a patrulha trouxe para o episódio o embate épico e pulsante que a série sempre soube fazer.

No entanto, fica claro que mirar no épico era a decisão mais certeira para Game of Thrones, já que todo o episódio não poderia se apoiar no desenvolvimento de personagens e arcos de história. O elenco da Muralha é um dos menos desenvolvidos desta temporada, tendo um dos personagens principais mais fracos e enfadonhos de toda a série.

O episódio acertou em desenvolver os personagens dentro do próprio episódio para fazer com que ele funcionasse melhor e compensar a falta durante toda a temporada. Mas não foi o suficiente para fazer com que o drama e o romance surtissem efeito. A conversa inicial entre Sam e Snow deveria deixar claro para nós tudo o que eles têm a perder. Mas esse é justamente o ponto em que a série deixa aparente suas falhas.

GoT 4x09

É por isso que as mortes de Pyp e Grenn não invocam a importância que elas deveriam. O último não teve direito a uma batalha digna com o gigante, sobrando declamar o juramento da patrulha a troco de nada.

A maior falha do episódio, no entanto, pode ser resumida na morte de Ygritte. Há tempos distante da série, a perda da personagem não causa impacto, porque nós já tínhamos nos acostumado com sua inexistência. A única coisa que realmente pareceu inteligente no que diz respeito à cena, foi o emaranhado de ações que levou a flecha a atravessar o peito de Ygritte.

No entanto, Jon Snow é atualmente o maior problema de Game of Thrones. Ele representa o arquétipo de herói bonito e honrado. E tendo importância para história, sua existência denuncia a falta de direcionamento e planejamento das histórias individuais dos personagens da série. Esses aspectos do personagem fazem dele impossível de evoluir para outra coisa que contradiga isso.

A maior prova disso está na cena em que sua cara choca contra uma bigorna, e isso não é capaz de quebrar um dente sequer (para logo em seguida dar um sorriso ao ver Ygritte). Porém, no episódio anterior, bastou um único soco do Montanha para acabar com toda a arcada dentária de Oberyn.

Jon Snow é um problema para a série porque ele não poder ser outra coisa senão bonito. E enquanto Game of Thrones se abster de liberdades criativas como essa, a série continuará com discrepâncias entre elencos. Está é uma temporada totalmente focada no que acontece em Porto Real, e um episódio como The Watchers of The Wall soa estranho para toda a continuidade da série.

Não é como se o episódio fosse totalmente ruim. Enquanto era exibido, o clima de tensão era palpável e as cenas de luta foram as mais bem coreografadas, colaborando muito para a fotografia do episódio. Porém, todos os pontos positivos não possuem o peso das falhas que apareceram. Isso se deve porque os acertos desse episódio são remendos nas feridas profundas da série.

Com The Watchers of The Wall, Game of Thrones reafirma sua excelência técnica inquestionável. No entanto, esse episódio é o evento mais fraco que a série já exibiu nesta temporada. Perde facilmente para momentos como a morte de Joffrey e o duelo de Oberyn. E no atual estágio em que se encontra a série, isso é quase inadmissível.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER