Gotham 1×14 — The Fearsom Dr. Crane

Eu entendo, mas não quero que se prenda a um juramento que não pode cumprir. Estou liberando-o da sua promessa” — WAYNE, Bruce.

Semana agitada em Gotham. Quantas coisas aconteceram em um único episódio, não? Então, sem mais delongas, eis os fatos.

O senhor Oswald Cobblepot tem um sério problema com lealdade. Desde o início, ele dança conforme a música e acaba comendo na mão que oferece a maior porção. Sua aproximação com Salvatore sempre foi de conveniência até Falcone ter a melhor oferta. Porém, tal problema com lealdade acabou se virando contra ele.

Toda a sequência entre ele e Salvatore foi carregada de uma grande tensão. O espectador ficou o tempo todo aguardando por uma cena sanguinolenta, carregada a tiros, mas acabou se decepcionando um pouco. Não que o Pinguim fosse morrer, mas vê-lo sempre em perigo e escapando de uma forma que lembra as grandes escapadas da National Geographic começa a incomodar.

Gotham 1x14

Fish Mooney está tendo seus momentos de Rose em Titanic. É compreensível que a fera esteja ferida e em busca de vingança. Ela ainda não sabe que seus planos para o Pinguim não deram muito certo. No entanto, alguém a quer morta a qualquer custo. E é isso que ficou bem evidente naquele final banhado a sangue. Aliás, esse final suscita alguns questionamentos bem pertinentes: quem são os invasores do barco e porque querem Fish?

E o que foi aquela mulher ensandecida voando para cima do invasor? Jada Pinkett Smith em ótima forma, diga-se de passagem.

O destaque dado a Edward Nygma foi justo e necessário. A interpretação contida de Cory Michael Smith foi recompensada com desenvolvimento de seu personagem até então inédito na série. Desde o intrometimento dele no trabalho do médico legista até o flerte com a colega de trabalho, faz com que o quebra-cabeça da personalidade do futuro Charada seja montado com grande elegância.

O caso da semana envolvendo um serial killer que forja a morte das vítimas baseado nos piores medos delas tinha tudo para ser apenas um pretexto para dar um jeito na vida amorosa de Harvey Bullock. No entanto, não solucioná-lo no episódio e ainda deixar uma pergunta no ar indica que não se trata apenas de mais um caso da semana. Os roteiristas estão lançando as sementes para introduzir outro vilão clássico: o Espantalho. Confesso que vibrei quando percebi o que acontecia diante de mim.

Gordon começa a colher as consequências de ter mandado um policial para a cadeia. Seus colegas de trabalha não estão favoráveis e ele precisa tomar cuidado. Depois do término com Barbara, é bom vê-lo se envolvendo com a doutora Leslie Thompkins. Os dois tem boa química e ela indo trabalhar junto com ele é uma ótima ideia.

O jovem Wayne dispensou Gordon de sua promessa e não quis mais tocar no assunto. Apesar da rápida aparição, torna-se possível observar as pequenas mudanças comportamentais do Batman quando novo. A construção dos roteiristas é sem pressa e isso brinda o espectador com detalhes prazerosos de se ver.

Um episódio eficiente, que acrescenta muita informação à trama principal e entretém na medida exata. Gotham tem se saído muito bem até aqui.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER