Hannibal 1×03 — Potage

Eu guardarei o seu segredo” Hannibal

E eu guardarei o seu” Abigail

Uma boa história de suspense é feita de muitas perguntas, de preferência com (pelo menos) uma nova a cada novo capítulo. A pergunta que havia sido proposta no final do segundo episódio (“será que Abigail seria capaz de todas as atrocidades já associadas ao seu pai?”) cresceu e ganhou argumentos para “sim” e “não” como resposta e promete ser a grande pergunta da série — ou de boa parte dela.

Abigail, a típica girl next door, era mesmo cúmplice do pai? Em alguns momentos, ela parece se horrorizar com essa possibilidade (ou estaria manipulando a opinião dos que a cercam?). Já em outros, está relativamente confortável com a acusação, como se aceitasse a herança macabra que considera inevitável. A própria Abigail parece querer criar essa confusão às vezes. O fato é que a menina que acorda no hospital, muito prática e até um tanto fria, parece bem diferente da menina do flashback do início do episódio, assustada com a possibilidade de comer o cervo que matara na floresta.

E este terceiro episódio de Hannibal criou tantas outras perguntas, como aquelas que Will Graham faz durante a palestra sobre o imitador do Picanço de Minnesotta. Nós ainda podemos nos perguntar se garotas que lembram Abigail continuarão morrendo até que ela mesma se torne uma vítima fatal. E nesse aspecto, é seguro estar tão perto de Hannibal, agora que ela sabe que havia uma conexão entre ele e o pai dela? Ele será seu protetor ou seu algoz? E o pacto de guardar segredos um do outro dá início a uma nova relação de orientação, como a que ele aparentemente mantinha com Jacob Hobbs? Muitas perguntas, que são os ingredientes de um ensopado denso, que tem tudo para ser difícil de digerir.

hannibal ep3 Mads Mikkelsen Kacey Rohl

E nesse caldeirão efervescente, há ainda um elemento para apimentar: uma jornalista disposta a tudo para conseguir a sua manchete. Em todas as cenas da senhorita Lounds, ela demonstra seus dons de manipulação e uma falta de escrúpulos ímpar. E se até então o Dr Hannibal Lecter era mais um coadjuvante para Graham como personagem central da série, Potage nos deixou a sensação de que o canibal mais famoso do mundo do entretenimento vai ganhar cada vez mais relevância na trama que leva, afinal, o seu nome.

E é interessante notar aqui que os títulos dos episódios levam nomes de etapas de uma refeição pomposa, o que nos sugere que nem chegamos ainda à entrada e estamos bem distantes do prato principal, mas devemos saborear cada etapa com paciência. O piloto foi o Aperitivo, o segundo episódio o Amuse-Bouche (que não deixa de ser um aperitivo também, pequenino e saboroso, feito para ser degustado numa só “bocada”) e agora o Potage (pequena porção de sopa em que não é possível distinguir todos os ingredientes, já que ficam bem misturados). Todas essas etapas são para que os comensais não fiquem verdes de fome enquanto aguardam os pratos principais, mas a verdade é que eu já estou faminta para saber quais são os rumos da trama de Hannibal.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Analisamos o feed de Instagram da dona do pop.

A poc de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!