Hannibal 1×07 — Sorbet

Você não pode forçar uma festa, uma festa deve se apresentar. Quem está com fome?” Lecter, Hannibal

Quem diria, canibais podem ter coração. E esse lado doce, até refrescante, combina com o “sorvete” do título. Uma iguaria agridoce.

As séries e filmes de investigação nos ensinaram que psicopatas não têm a capacidade de sentir e, entretanto, vemos os olhos de Dr Lecter se encherem de lágrimas sinceras diante da beleza da performance de uma soprano. Vemos também todo ele gastar belas porções de seu charme no jogo de sedução com Alana Bloom — aliás, acho interessante essa paquera entre eles, que não existia nos livros, já que Bloom é um personagem masculino na literatura. E até descobrimos que nosso canibal também precisa de sessões com uma terapeuta.

O caso do corpo encontrado estripado em um hotel e dos supostos órgãos retirados para transplantes ilegais deixou claro que Jack Crawford está, sim, levando Will a além do seu limite. O azar do agente especial é ser o melhor da sua área. Quem é que precisa de um CSI em busca de evidências quando Will Graham consegue ver tudo o que se passou com tantos detalhes assombrosos? Tanto Jack quanto Will possuem pesadelos que nem precisam de olhos fechados para aparecer. Parece ser apenas o preço que pagam pelo trabalho a que se dedicam. Entretanto boa parte disso é ocasionado pela maneira como o Hannibal que eles ainda não conhecem tem se forçado em suas vidas, com seus recados ainda indecifrados.

O alce imponente que acompanha Will em suas paranoias, ataques de sonambulismo e nas visões que tem sob o ponto de vista dos assassinos é o seu subconsciente lhe dizendo a natureza do Dr Lecter — já que a figura do alce é uma pequena estátua que já vimos no aconchegante consultório do terapeuta. Por quanto tempo ele vai bloquear esta conexão? Hannibal parece normal, mas ninguém pode dizer o que ele realmente é. Porém Will, no fundo, já sabe.

Hannibal ep7 Gillian Anderson

Mas não há nada mesmo de normal no que ele faz. Vê-lo manipulando órgãos humanos em cima de uma tábua de cozinha, com facas caríssimas de chef (sem esquecer as cenouras de guarnição), moendo, fazendo linguiças, numa montagem paralela com os diálogos dos investigadores no necrotério muito bem conduzida para nos gerar desconforto é o que esperávamos ver há alguns episódios, já conhecendo Hannibal Lecter de outras obras. Sou apenas eu que ficou incomodada com o tamanho do arquivo de receitas do Dr Lecter? Sem contar a nova função que adquiriram os cartões de visita…

E ser completamente absorvido pela investigação do FBI foi a inspiração que faltava para que Dr Lecter desse mais um de seus banquetes, um digno de aplausos. Para nossa sorte — e azar dos que cruzam seu caminho — nada ali é vegetariano.

Um dos momentos mais aguardados da série foi a aparição da Gillian Anderson, no papel da Dra. Bedelia Du Maurier. Sua simples presença no vídeo é como uma menção carinhosa para qualquer um que tenha sido fã de Arquivo X. Preciso destacar como ela está bonita, até mais do que quando a conhecemos, há vinte anos. Vinte anos?! Bom, abafa o caso e voltemos a Hannibal. A direção e a fotografia colocam Bedelia e Hannibal quase como yin e yang. Ela, na parte mais iluminada da composição da cena, ele, na mais escura. Ela, se dizendo o mais honesta possível em suas sessões e o acusando de não revelar a sua verdadeira persona. O véu que ela cita que os separa é quase perceptível aos olhos.

Por falar em fotografia, vou voltar à cena da soprano. Outro belo momento visual de Sorbet. A série é, em sua maioria, fotografada com tons frios, sempre puxando pro verde e pro azul. Achei elegante o contraponto com tons quentes desta sequência, que era justamente um momento de, digamos, humanidade de Hannibal. Um momento de sentimento, de emoção marcado pelo dourado e pelo vermelho escarlate. Bravo!

E os últimos instantes do episódio? Um dos mais divertidos finais que vi em muito tempo, abusando do humor negro com elegância. Divertido pode ser um termo que me faça soar estranha, mas conheço quem comentou que ficou com fome depois do episódio. Mas não vamos julgar, não é mesmo?

A série corre ainda grandes riscos de cancelamento. Essa possibilidade é muito, muito triste depois dos dois mais recentes pratos do banquete Hannibal. O que me deixa muito preocupada é que, no ritmo que a trama vem se desenvolvendo, se isso se confirmar, corremos o risco de ficar com uma história pela metade, que nunca se resolverá. Vamos aguardar os anúncios do upfront e torcer para que os escritores não tenham que refazer o que já está planejado.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Analisamos o feed de Instagram da dona do pop.

A poc de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!