Hannibal 1×12 — Relevés

Desculpe por não eu não ter podido proteger você nesta vida.” Hannibal para Abigail

Amigos, amigos, assassinatos à parte. Sendo o penúltimo prato do banquete, Relevés foi o episódio que deu as respostas mais importantes até agora ao espectador de Hannibal.

A primeira: se alguém tinha dúvidas de que o alce das visões de Will era mesmo a representação do Dr Lecter, a aparição melancólica de Georgia respondeu à questão. Uma outra pergunta latente era se a amizade que o psiquiatra alega sentir por seu paciente era verdadeira. Bem, na primeira oportunidade, Hannibal facilmente entregou Will a Jack, para desviar a atenção de si próprio. Se antes, a gente se perguntava “estará Hannibal tentando transformar Will em um aliado?”, agora já se pode deduzir que o canibal estava preparando um bode expiatório.

Não que Hannibal não quisesse encontrar um amigo em Will. Acredito que ele realmente queria. Mas nesse momento, ele está acuado e seu instinto é que assume o controle.

hannibal ep12 releves Mads Mikkelsen Kacey Rohl

Conquistando a confiança de todos, Hannibal Lecter conseguiu armas para (tentar) se safar de ser descoberto. Mas certamente ele não esperava que o FBI estivesse tão perto da verdade, em tão pouco tempo. Ele achou que matando o Dr. Sutcliffe e agora Georgia estaria ganhando mais tempo, mais proteção. Só não contava com a conexão que Will estava criando com a jovem, no hospital, e nem mesmo com a melhora do agente especial em seu estado de saúde. Will, com a febre baixa, esteve mais consciente (até a forma de encarar seus interlocutores mudou) e viu ligações entre mortes aparentemente desconexas. Hannibal não é o tipo de assassino que deixa assinatura; suas motivações mudam constantemente. Ele mata para se alimentar, para esconder seus rastros e para testar as pessoas (como admitiu fazer para Abigail). Killing just for fun.

A essa altura, tanto Will quanto Abigail são vistos por Jack como os possíveis imitadores de Hobbs. Eu ainda aposto que Jack não está tão completamente entregue às duas teorias, mas é o melhor que ele tem no momento. O caso Hobbs parecia mais do que esclarecido, por isso muitas questões não haviam sido investigadas. Uma pesquisa ligeiramente mais profunda revelou os últimos passos do serial killer, sempre acompanhado da filha, que era isca. Esses segredos frágeis em nenhum momento foram levados em consideração pela garota, que achava que bastava escrever um best-seller com a sua versão para que o mundo acreditasse em sua inocência. Como bem observou Freddie Lounds, as meninas mais espertas são aquelas que acham que não dão bandeira quando começam a esconder alguma coisa — mas elas sempre dão.

Bedelia Du Maurier (Gillian Anderson cada vez mais linda no vídeo), que até então havia interagido somente com Hannibal, teve uma boa cena com Jack. Pelos apontamentos que sempre fez em suas sessões, dá para ver que ela é muito inteligente e intuitiva, então será que ela percebeu que há algo sombrio nos segredos que seu paciente / colega de profissão tenta ocultar? Até porque, agora que descobrimos um pouco mais sobre seu passado e sobre o paciente que a atacou, fica a curiosidade de saber o que foi que Hannibal fez para salvá-la. E se ela viu do que ele é realmente capaz.

Hannibal-Episode-1-12-Releves

Hannibal, que, aliás, está perdendo o controle da situação que ele teve tão brilhantemente em suas mãos até agora. Mads Mikkelsen entregou uma interpretação perfeita neste episódio, que foi o que mais exigiu dele, desde o momento relaxado em que visitou Will no hospital, até o momento em que se viu diante das desconfianças de Bedelia e Jack, chegando ao clímax, em que encarou uma Abigail totalmente conhecedora dos seus segredos.

O décimo segundo episódio brincou com as referências de tempo (hello, como o Hannibal chegou à antiga casa dos Hobbs ANTES de Abigail?), deixando o espectador tão desorientado quando a mente de Will. Não sabemos por quanto tempo Will dormiu no avião, quanto tempo Hannibal esperou por eles na casa, se Abigail fez alguma parada ou encontro antes de chegar ali, se Jack está por perto. E com certeza, o season finale nos surpreenderá com respostas pouco óbvias.

O roteiro teve a dignidade de não tratar nenhum personagem como estúpido. Mesmo indo na direção oposta à verdade, existe uma lógica em cada raciocínio. Bryan Fuller conseguiu o mérito fabuloso de criar um super vilão, crível, sem que nenhum dos “mocinhos” parecesse super retardado. Embora o espectador saiba quem Hannibal realmente é (pelo que já se viu na série e pelo que o seu nome representa), a perspectiva que todos os personagens têm do Dr Lecter é construída de forma sólida: ele é um profissional super confiável, com gostos refinados (especialmente na gastronomia), com gestos educados e que aparenta ser um terapeuta que tem compaixão pelo próximo.

Para encerrar essa review, nada melhor que as próprias palavras de Bryan Fuller, no bilhete que acompanhou a cópia do episódio para os críticos nos EUA: “Relevés, também conhecido como Piece De Resistance ou ‘prato principal’, toma seu lugar no cardápio como uma obra-prima. Os vários ingredientes e tramas destacados ao longo de uma temporada com arcos longos são trazidos a uma fervura com revelações irresistíveis e confissões dramáticas, todos servidos num prato delicioso”. E que venha a sobremesa.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER