Hannibal 2×09 — Shiizakana

Diria que isso nos deixa quites. Eu mandei alguém para te matar, e você mandou alguém para me matar.” — GRAHAM, Will

Segura que a temporada está muito boa! Nove episódios, nove excelentes quarenta minutos. O mais incrível é como todos os episódios conseguem manter uma certa coerência entre tudo o que se passa com Will e Hannibal e os casos de assassinos que surgem em seus caminhos. As histórias apresentadas, mesmo que só de passagem, dialogam perfeitamente com todos os aspectos da história principal. Mais ainda, servem de ponto de partida para algo com que algum personagem estava lidando. E não soa forçado nem coincidência, afinal, a vida também corre assim.

Como já vinha acontecendo antes, Will está em um momento muito estranho. Aquela expressão velha “quem te viu, quem te vê” vale muito bem. Hannibal infestou sua mente de uma maneira tão eficaz que o transformou. Estas duas temporadas, pode se dizer, que se trata da jornada de Will em uma metamorfose tensa e perigosa. De um rapaz que era incapaz de matar a alguém frio, manipulador. Sim, até a cena inicial desse episódio era bem possível dizer que Will estava sendo esperto, tentando fazer Hannibal entrar na dança e então pegá-lo. É até possível que continue sendo isso, mas é inegável que lá no fundo da mente do personagem o canibal fez um estrago.

Will realmente quer pôr as mãos nas vísceras de Hannibal e arranca-las para fora. Quer fazer com as próprias mãos, ter a certeza que encerrou a vida dele. Como ele próprio diz, não quer se esconder atrás de algo, nem mesmo uma arma. Antes, isto era aceitável, Hannibal deixou claro. Agora, com sua liberdade e um pouco mais de “clareza” nas suas convicções, Will quer usar as próprias mãos. Como dito, é provável que seja tudo uma maneira de Hannibal colocar a cara para fora do buraco. Nesse episódio Jack disse que deixou a dúvida entrar em sua mente. Talvez ele esteja no meio da brincadeira que Will planejou. É possível.

Hannibal_2x09

O jogo de gato e rato entre ambos os personagens está apenas crescendo e ficando maior. Hannibal muitas vezes parece não saber para onde ir nesta relação que ambos estão desenvolvendo. Notem como a dinâmica está invertida: Hannibal passou a primeira temporada mergulhando na mente de Will e buscando sua confiança, enquanto agora é Will que tenta buscar a de Hannibal. Em nenhum momento ele admite ser o que ele é, incorporar sua real natureza. Talvez seja isso que ele busca, fazer com que o canibal coloque a garra de fora, para ter por onde partir na busca de derrubá-lo.

Margot voltou como uma acessório a história. Antes, era uma externalização da relação com Will. Mas, agora, se tornou alguém maior para a trama. É interessante a personagem, a clareza que ela possui em relação ao seu irmão e a seu objetivo: matá-lo. E em toda a conversa sobre transformações e evoluções, ela vê ele como um animal que precisa ser abatido pelo bem de si mesma e do mundo.

Não só ela mas como também Tyler possuem uma clareza invejável sobre suas naturezas e seus objetivos. Todos querem e se entregam aos seus instintos, de formas diferentes mas o fazem. Tyler é uma natureza selvagem, carnificina pura. Margot e Will possuem um único objetivo, uma única morte que querem ser responsáveis. Mas, ainda sim, querem se jogar de corpo e alma nessa vontade absoluta. Margot teve e tem diversas chances de realizar sua vontade, mas não fez. Porque? Difícil dizer. Ela luta contra esta vontade de corpo e alma e a procura por Hannibal é para se convencer se deve fazer ou não. Por mais que ela tenha a clareza sobre sua natureza, ela lá no fundo quer lutar contra aquilo. Se não existisse um mínimo de resistência, ela já teria feito novamente. E Hannibal pretende eliminar isso, incentivando ela a fazer até conseguir.

E talvez seja o mesmo com Will. Talvez Hannibal perceba o jogo de Will, que seu objetivo é matá-lo ou prendê-lo e tenta converter esse jogo, transformando, de fato, o personagem em um assassino. Fazer da natureza dele mais forte que seus objetivos finais. Muito difícil de saber, ambos os personagens estão escondendo muito bem suas cartas e só no fim para sabermos mesmo.

Faltam apenas quatro episódios para o fim da temporada. Faltam quatro episódios intensos para descobrirmos algumas verdades sobre esse jogo psicológico do personagens. E a ansiedade vai à mil, pois a cada episódio a trama fica ainda mais tensa. E, é claro, a cada episódio a série se aproxima de entregar uma temporada perfeita.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER