Hannibal 2×12 — Tome-wan

Conhecemos bem um ao outro, o que abre espaço para enganações.” — LECTER, Hannibal

A panela esquentou de vez e falta pouco para o último prato ser servido. Hannibal manteve uma qualidade sublime durante toda a temporada e esse episódio não foi diferente, aumentando (e muito) a tensão e o principal de tudo, a volta da linda Gillian Anderson para a série! É puro amor, não?

O grande mote do episódio foi com cada um dos personagens colocando suas verdadeiras identidades para fora. A referência à cultura grega por Hannibal não foi à toa, uma mitologia e cultura com ligações filosóficas bem centradas na busca pela identidade. E a falsa busca de Will pode estar saindo pela culatra. Todo esse plano que o personagem arquitetou para “fisgar” Hannibal pode sair caro, uma vez que Jack confirmou que Will, de fato, dilacerou o lobo e fez um espetáculo para atiçar sua presa. Mas, ao mesmo tempo, é um ponto duvidoso. Will sonhou com o momento que poderia passar a faca no canibal e, quando teve a oportunidade, teve forças suficientes para resistir e se manter ao seu plano de prendê-lo.

A brincadeira de gato e rato dos personagens apenas cresce cada vez mais, com Jack tomando posições e tentando entrar na ciranda. É ainda mais incrível como Hannibal sempre tem um prato super condizente com a situação que os personagens estão passando. Um prato em que não se sabe como o sabor vai sair e com uma aparência que remete a uma eterna perseguição. Se isso não é uma mensagem de Hannibal sobre o que Will e Jack estão tramando, então é uma coincidência divina.

Hannibal 2x12

Nos últimos episódios parecia que Hannibal estava fora do controle da situação, mas é bom lembrar que ele também estava antes, até mostrar as cartas na mão e culpar Chilton como o estripador. Bedelia du Maurier volta exatamente para lembrar todo mundo como Hannibal é um controlador de primeira. Como ele faz tudo funcionar e girar segundo a sua vontade. Mas como saber se ele realmente está no controle? A ilusão que Hannibal criou de si é o suficiente. Mesmo que ele não esteja no controle da situação, a ilusão de que ele está no controle é o suficiente para que tenham medo. Essa mesma ilusão pode ter feito Jack pisar na bola e fazer um contato desnecessário, entregando o complô.

Will jamais esperava, também, que Mason acabaria sendo um pouco mais rude do que já era, colocando mercenários para levar Hannibal até ele. Só não esperava que Will tinha planos maiores que somente matar Hannibal, acabando finalmente nas mãos do canibal. E, caramba, Mason se dando de alimento para os cães de Will foi uma das coisas mais macabras que apareceu na série. Todas as outras mortes tinham requintes artísticos suficientes para quem assiste dizer “que morte linda”. O que Mason passou foi pura crueldade e dilaceração. Maldade pura e simples.

Hannibal podia muito bem matar e comer, como qualquer outro. Ele não deve nada a Margot, que era só mais um brinquedinho nas mãos dele. Mas ele não fez isso para não prejudicá-la, para que, ao se livrar de Mason, ela não perca o que lhe restou. Para Hannibal faltava bastante empatia por suas vítimas ou que relaciona, pensar no bem-estar ou no que poderia beneficiar. Mas, ainda sim, ele fez Mason sofrer sem precisar morrer. Isso é uma coisa que, muito provavelmente, veio de Will. Mesmo sendo falsa a relação que se desenvolveu entre os dois nestes últimos episódios, alguma coisa de Will ficou em Hannibal, a provável compaixão pela Margot. Mas fica a dúvida: ele queria que pensasse em compaixão ou realmente teve compaixão?

Não somente isso, mas a temporada toda apostou em brincar com o espectador. Os produtores da série sabem que a série é acompanhada por pessoas que apreciam mais histórias e sabem perceber certas omissões que levam a desvendar um roteiro. E a série não existe, nem por um minuto, em brincar com isso, levando a quem assistir a duvidar as próprias conclusões que tira sobre algum comportamento dos personagens.

E por isso, pelo roteiro fascinante, pelos personagens incríveis e atores colossais que Hannibal se consagra. Não tem mais como negar ou esperar que a série cometa um deslize. A temporada está incrível e só falta servir a sobremesa para encerrar um dos jantares mais espetaculares da TV. Mais alguém quase surtando de expectativa pela próxima sexta?

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER