Homeland 2×04 — New Car Smell

A roteirista Meredith Stiehm parece ser a especialista da equipe de Homeland em desenvolver o relacionamento de Carrie e Brody. Após escrever um dos episódios mais aclamados da primeira temporada, The Weekend, que mostra os dois em um fim de semana juntos no meio da floresta, Stiehm dessa vez guiou o episódio que retomou esse relacionamento… e deu um rumo completamente novo para a série.

O bom de Homeland é que o enredo não enrola o espectador. A série, agora renovada para uma terceira temporada, parece sempre disposta a mudar suas direções, alterar cursos dos personagens, despistar qualquer suposição nossa. O fim de cada episódio dessa segunda temporada tem nos deixado com um “E agora?” na cabeça, New Car Smell deixando o maior de todos. Brody preso pela CIA por traição à pátria. E AGORA?

O mais interessante sobre Carrie aparece também em atos pequenos, como assistir a uma conversa sem áudio entre Brody e a Roya e imediatamente imprimir uma foto da jornalista e colar no mural. Ela não deixa escapar detalhes, e isso faz dela a melhor agente daquele lugar. Isso assusta Estes, e muito, e deixa o diretor ainda mais propenso a sabotar qualquer papel de liderança que ela possa ter por lá. O novo personagem Peter entra no jogo e a série parece apta a instalar um possível relacionamento entre ele e Carrie. Houve tensão entre os dois, pelo menos.

David Semel estreou na direção de Homeland com esse episódio, e criou um momento muito interessante visualmente entre Dana e o filho do vice-presidente. Com algum diálogo clichê aqui e ali, tudo aponta para um relacionamento com sérias consequências, não apenas apelando para um drama pessoal apenas para dar destaque à personagem. Como já dito, Homeland não te enrola.

Nenhuma história se mantém com unidimensionalidade. Para tudo é necessário apresentar facetas e não permitir que estagne. Três episódios seguidos construíram seus momentos-chave em cenas de tensão, e existia uma preocupação em não conseguir apresentar seus plots sem uma boa cena que deixa o espectador na ponta da cadeira, roendo as unhas.

Esse episódio foi tranquilo e culminou em uma sequência que sim, foi muito tensa, mas representou a intensidade do roteiro sem a necessidade de perseguições, mortes e adrenalina. Um bom diálogo, um simples encontro entre amigos no bar que resulta em atirar a prudência para o ar e um confronto esperado por todos.

A história acabou aí? Obviamente, não. A sequência foi conclusiva, mas certamente Carrie teve apenas uma semi-vitória, em uma das cenas mais arrepiantes da série. Ela ainda tem seus sentimentos em seu encalço e Brody ainda tem parceiros poderosos lá fora. Esse jogo está longe de acabar.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER