Homeland 2×07 — The Clearing

The Clearing foi um avanço enorme nos dramas pessoais dos personagens de Homeland. Tocando em cada um dos mais delicados assuntos que vêm se formando desde a temporada anterior, o episódio revisitou até, mesmo que brevemente, o casamento fracassado de Saul. E episódios assim são essenciais para o desenvolvimento de qualquer série. Os roteiristas precisam lembrar sempre o público de que, não importa que seja uma história sobre conflitos sociais em guerra e terrorismo, você está acompanhando uma coisa que imita a realidade, com pessoas que, da hora em que o episódio começa até os créditos finais, existem.

Problemas, problemas, problemas. É basicamente isso que está chegando para a CIA e para a família Brody. Tudo está desmanchando e só o que se sabe é que um novo ataque aos EUA está vindo. Carrie lida apenas com o desejo, com a inevitabilidade que é tocar Brody de alguma maneira. Reparem sempre nas mãos dadas, e não é só ela que puxa a ação. E Brody já não aguenta mais. Nada. Não sabe lidar com os sentimentos, com a impressão de perigo constante, com a família se distanciando, com Roya chegando todo dia com um interesse novo… Isso tudo vai explodir, emocionalmente e quem sabe até literalmente.

Tudo no segmento de Saul foi de partir o coração. A “colaboradora” de Nazir, Aileen Morgan, que vimos agindo e sendo capturada na primeira temporada, teve um momento de grande impacto emocional. Mesmo que o diálogo na hora da morte tenha sido recorrente e “mais do mesmo”, não tem como não sentir a dor de Saul, que vive para um trabalho que só lhe traz morte, distância e desgaste. A conversa com Quinn mais tarde diz muito de maneira singela; qualquer um deles pode ser o próximo.

Muito drama? Sim, se visto por si só. Inserido no contexto, foi um episódio de extrema necessidade para a série, e o nível do drama veio a calhar. A roteirista Meredith Stiehm mais uma vez desenvolveu incrivelmente bem a doença que é o relacionamento de Carrie e Brody. E a coitada da Carrie, mesmo sem querer, continua contribuindo para a ruína da família do amado. Até uma cena de beijo tem um tom de crise nessa série.

Nada pior que querer jogar tudo para o alto e não poder. Todos os personagens de Homeland tem alguma responsabilidade nas costas, se tornando um fardo que impede qualquer traço de tranquilidade para eles. Assistir à série tentando se colocar no lugar de qualquer um deles é realmente uma experiência desesperadora.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER