Homeland 3×12 — The Star [Season Finale]

É tudo que você sempre quis.” — BERENSON, Saul para Carrie

Mesmo já imaginando que Brody não sairia vivo do Irã, havia uma pontinha de mim que acreditava que algo, alguma coisa, no último segundo, poderia salvá-lo. Mas nada deu certo e nem de perto era isso que Carrie queria de verdade.

O que ela lutou este tempo todo foi para salvar Brody, limpar seu nome e, de alguma forma, tê-lo por perto. A conversa que os dois tiveram no esconderijo, enquanto aguardavam o resgate enviado por Saul, foi de partir o coração. Naquele segundo, quando ela finalmente lhe contou sobre sua gravidez, eu achei que as coisas dariam certo, afinal ele precisava de algo para se segurar, um motivo para continuar, mas já era tarde demais.

Este episódio não foi tão tenso quanto o anterior. Aqui a carga emocional foi maior. E o choque de assistir o enforcamento foi brutal. Para nós, ocidentais, é difícil imaginar que algo assim ocorra de verdade, que seja um fato cotidiano. Aquilo parece algo saído dos livros de história, dos tempos do império romano e seus gladiadores. O horror, o horror.

Não podemos dizer que foi uma temporada perfeita. Homeland vem sofrendo altos e baixos desde seu segundo ano. São muitas subtramas inúteis, que invariavelmente não dão em nada, como o tal amante da mulher do Saul que, no final das contas, não teve tanta importância na trama, não compensou o tempo gasto com isso.

Hoemalnd 3x12

De qualquer maneira, achei a produção corajosa por se livrar de Brody. Como já estávamos discutindo aqui nas reviews, a história não tinha mais espaço para ele. Pelo que os próprios produtores disseram, ele deveria ter morrido na primeira temporada e, quer saber, faltou culhão ali para realmente ter feito a história assim.

Claro que não estou desmerecendo o grande trabalho do ator Damian Lewis, que foi inclusive injustiçado no Globo de Ouro, e sua interação com Claire Danes, um dos pontos fortes da série, mas é inegável que a trama sofreu para acomodar Brody por mais tempo. Foi preciso andar em círculos e colocar subtramas bobocas, como os (muitos) problemas da filha adolescente dele, para justificar sua continuidade na história.

Daí veio este season finale e costurou todas as pontas. Mas a impressão é que costurou demais. Afinal, qual o futuro da série agora? Carrie em sua luta para equilibrar carreira e vida pessoal enquanto é mãe solteira? Saul trabalhando como consultor para CIA, aquela mesma que, depois de uma operação tão bem sucedida, lhe deu o pé na bunda sem cerimônia? Javadi, agora no poder máximo no Irã, se rebelando e jurando vingança?

Daqui para frente, Homeland corre o risco de ser exatamente aquilo que um dia Saul falou para Carrie: ser a mais inteligente e a mais idiota série que já vi. Ou será que ela vai conseguir se recuperar da perda de um de seus protagonistas facilmente e dar um tapa na minha cara? Estou torcendo para ficar com o rosto ardendo, afinal estamos cada vez mais carentes de boas séries.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER