House: diagnosticando o bom e o ruim

Chegou a hora de pegar o bisturi para tentar dissecar o melhor e o pior do seriado House… Se bem que esta é uma série médica em que a cirurgia não é o foco, afinal nosso brilhante protagonista é o cara dos diagnósticos. Mas vamos lá:

O Mau Humor de House

Quando é que mau humor se torna uma qualidade? Em House, óbvio. As tiradas que o personagem dá em todo mundo nos fazem mais felizes exatamente por que temos o recalque que ele não tem, e ele faz o que a gente sempre quer fazer.

Retrucar o chefe, tirar um barato com seus ‘clientes’ (pacientes), dar respostinhas nos coleguinhas chatos de trabalho. É até por isso que a série tem algumas das mais célebres frase e diálogos. Aliás, confira algumas.

Os Casos da Semana

São brilhantes! Assumo que, às vezes, me pego assustado com o fato de que coisas simples podem ser incrivelmente complicadas de se resolverem. E o mais incrível é que são todos casos baseados em fatos reais. Há uma equipe de profissionais na produção dedicada a buscar os casos médicos mais bizarros do mundo.

É claro que também há uma equipe responsável por analisar o que é dito no roteiro e ver se faz sentido com as doenças citadas e a evolução dos casos. É tudo tão bem trabalhado que o resultado não poderia ser outro senão… Lupus? Não, nunca é lupus! Tô falando de roteiro amarradinho mesmo.

Hugh Laurie

Tem ator melhor em alguma série de TV hoje em dia? Segundo os votantes do Emmy, tem sim. Mas é fato que Hugh Laurie é um injustiçado do prêmio. O cara é inglês e tem um sotaque perfeito de americano. Tem um ótimo material dramático para trabalhar — afinal a série pode até passar por momentos ruins, mas ninguém pode apontar a interpretação do cara como causa. É o que faz valer!

Tenho fé que um dia chega a hora de Hugh, mesmo sabendo que a fase áurea da série ficou um pouco para trás. Quem sabe algo bom não volta a aperecer e ele ganha um prêmio com mérito? Saiba mais sobre a carreira e vida do ator aqui.

A Fórmula Cansada

O problema de House após seis temporadas é que certas coisas já se tornaram batidas. A gente sabe que o episódio vai começar com um futuro paciente entrando em sua crise, sabe até que pode ser quem a gente menos espera na sequência de abertura.

A gente sabe que vão chegar a uma solução no meio do episódio, mas que ela vai piorar a condição do paciente. A gente sabe que House vai ter ideias geniais, mas que sua equipe e Cuddy não o deixarão prosseguir por conta da ética. A gente sabe que ele vai ter um insight genial a partir de algo bem bobo e no final tudo vai ficar bem…

O Vai-e-Vem dos Personagens

A série tem personagens fantásticos! Mas eles entram e saem dela como Tina Fey consegue participações especiais incríveis para 30 Rock. Já perdemos Cameron, já perdemos Thirteen, já perdemos Kutner… O problema é que os personagens mais chatinhos continuam ali.

Tá na hora de perdermos Taub! Já passou da hora de perdermos Foreman!!!

Os Coadjuvantes Apagados

Juntando o fato de que os coadjuvantes vão e vem a todo tempo e o brilhantismo de Hugh Laurie, sem esquecer do Robert Sean Leonard (Wilson), os coadjuvantes tinham mesmo é que ficar mais apagados. A história deles acaba sendo uma correria desenfreada e enlouquecida.

Quando você vê, Cameron e Chase se casaram, Taub separou da mulher, Thirteen se mandou por medo da doença, Taub voltou com a mulher, Kutner se matou, Taub separou da mulher, Taub voltou com a mulher, Taub traiu a mulher… E nada disso é explicado com ênfase.

Acaba que temos um personagem épico, um dos melhores entre todas as séries de TV, e um bando de escadas de três degraus. Vale a pena investir mais neles. A série e seus fãs ganhariam muito.

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!