House of Cards 3×02 — Chapter 28

Mas, e se… Isso for o mais longe que vamos chegar? E se tudo se acabar em um ano e meio? Eu não quero espero ou me conformar com outra coisa quando colocamos tanto esforço nisso…” — UNDERWOOD, Claire

A coisa não está fácil para os Underwood na Casa Branca. Nem um pouco. A cada dia as derrotas parecem vir aos montes e em bandejas para os dois e apenas Claire parece preparada para uma “aposentadoria”.

E, por mais que a série continue muito bem escrita, as mudanças retratadas no primeiro episódio fizeram uma gigante diferença. Mesmo que seja bom que não tentem entrar em um embate com a segunda temporada na questão de manipulação e intrigas, quem assiste sente falta. E muita. Onde está o Frank que foi capaz de matar para conquistar seu lugar? Onde está a Claire do abortando na cara da sociedade?

É compreensível diminuírem estes elementos dos episódios. Afinal, estamos falando do casal presidencial, estão em todo possível holofote existente. Seria até bizarro Frank fazer o que já fez antes com todo esse monitoramento em cima dele. Outro fator que pesa bastante nas escolhas dos personagens foi uma supervalorização de si mesmos. Frank e Claire chegaram até ali e consideram-se capazes de qualquer coisa. Se perde uma batalha mas nunca uma guerra. Frank e Claire estiveram no auge da frustração, até aqui. Ambos sem algum poder sobre o senado e a cada dia surge mais gente querendo tomar o alcance dos personagens. Literalmente, estão no topo do poder americano e, ainda sim, sem poder para alcançar qualquer objetivo.

House of Cards 3x02

Foi bom ver Frank finalmente acordando para o fato de que ele nunca vai conseguir mudar as regras do jogo. Ele tentou mudar bastante a maneira com que lida com cada um dos eventos, todos com bastante cautela, agradando a gregos e troianos. E o custo foi ser recusado a concorrer em 2016. Inevitavelmente, a única arma que ele possui é sua capacidade de intriga e jogo de cintura. Se ele não acordasse do sonho de presidente logo, custaria bastante o resto de sua carreira.

Já Claire, pelo contrário, possui um pé mais forte na realidade. Ela entende a capacidade de ambos e percebe que a situação não está favorável. Justo ela, que possuía uma cabeça tão fria quanto Frank, perdeu o temperamento justo quando não podia. Isso demonstra bastante o seu cansaço. Foram anos planejando, movendo cada peça no tabuleiro, para chegar ali. Ela não quer brincar mais, ela quer se estabelecer de uma vez por todas, preferencialmente sem Frank. É evidente como ela tenta bastante não depender dele. A posição de ambos em relação o futuro pode custar bastante para a relação.

Infelizmente, no fim do dia, ele é a única arma que ela dispõe. Foram anos vivendo um pouco da sombra do parceiro, não se destacando mais que o próprio. O resultado é um currículo em que, para um senado, seu destaque é o casamento. Por sorte, ela não tem medo de usar da posição dele para conseguir algo, mas é notável seu esforço de se separar ao máximo da imagem dele.

Como já estava esperado, Doug afunda mais. Um gole e uma rejeição à cada dia pode fazer dele um terrível inimigo. Não importa o quanto se esforce ou tente demonstrar para Frank que ele ainda é leal, mas não adianta. Ele ainda passa a sensação de que ele vai quebrar a qualquer minuto e, a cada vez que ele sente isso acontecer, está mais próximo de realmente quebrar. É uma bola de neve que ainda por cima recebe um chute para rolar ainda mais.

Jackie se destacou bastante pelo episódio. Aposto que todos enxergaram Frank nela e é bem provável que ela vá desempenhar um papel importante no futuro da série. Se até o fim da temporada anterior ela era só uma aliada, agora ela é uma jogadora forte e perigosa. Tirando jogadas mortais, ela está páreo ao Frank na dança.

Por mais que a série tenha diminuído bastante seu elemento principal, as intrigas, está longe de estar mediana ou ruim quando comparada aos seus episódios anteriores. Mas fica um pequeno medo de que ela possa tentar seguir este caminho o resto da temporada, o que incomodaria.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER