House of Cards 4×13 — Chapter 52 [Season Finale]

House of Cards entrega um dos melhores episódios da série em um season finale fantástico e arrepiante.

Nós não nos submetemos ao terror. Nós criamos o terror.” UNDERWOOD, Francis

Quem achava que House of Cards não conseguiria criar uma temporada excelente, errou feio. Quem tinha medos está feliz a essa altura. A terceira temporada teve um clima morno, apesar de bom. Essa temporada veio mostrar porque o casal Underwood são os melhores protagonistas/vilões da TV dos últimos anos. Simplesmente UAU!

O episódio inteiro nos deixou à flor da pele, esperando alguma explosão ou a tragédia acontecer de vez. Principalmente com o artigo de Tom sendo publicado naquela noite. Estamos tão acostumados com situações mais explosivas e resoluções drásticas nesse tipo de momento que quando finalmente a casa cai tudo parece calmo demais. É bem parecido com a morte de Elizabeth. Tudo calmo, vagarosamente indo embora. Foi arrepiante a cena.

Principalmente quando, naquele momento da última batida do coração, eles acordam para uma realidade mórbida e cruel. E a realização de que se não vão governar por respeito, vão governar por medo. Essa resolução é fantástica. A construção da cena foi simplesmente absurda, principalmente com Claire. Robin esteve simplesmente divando a temporada inteira, mas nesses momentos ela prova que ela merece um banho de prêmios em 2016. Joga Emmy e Globo de Ouro nessa atuação, pelo amor de Marlon Brandon!

Essa descida à loucura dos personagens vai render muito para a próxima temporada. E a abordagem que vão trazer à campanha e ao governo vai ser a chave não só do sucesso dos personagens, mas da queda. Estamos diante daquele momento que tudo parece acabar, mas a maldade total no coração deles desperta. De pessoas ruins a vilões incríveis.

Estou cansada de tentar ganhar o coração das pessoas.” UNDERWOOD, Claire

Vamos atacar os corações deles então.” UNDERWOOD, Francis

Já vimos isso acontecer recentemente na TV e os paralelos são inevitáveis. Quem não se lembra da ascenção e queda de Walter White? Estamos em uma situação parecida, principalmente agora que os personagens despertaram para personalidades mais bruscas, rudes e vilanescas.

A temporada de House of Cards fechou de maneira completamente linda. A última cena entrou na lista das coisas mais emblemáticas em toda a série. Já é algo bacana quando Frank conversa com o público, mas colocar Claire e ele na cena e a linha que abre essa crítica foi de congelar a espinha.

É sério, se House of Cards não ganhar prêmios esse ano, podem desistir. O roteiro foi magistral do começo ao fim da temporada, souberam dosar os elementos episódio por episódio. Tivemos somente um episódio de calmaria em meio à tantas coisas acontecendo e a aposta de fazer micro arcos narrativos dentro do principal foi a melhor escolha na história da série. Ao invés de colocar tudo num conta gota como na temporada passada, vimos a grande maioria das histórias começar e acabar dentro de dois ou três episódios, tendo somente a investigação de Tom jornalista como um arco que tomou mais da metade da temporada.

O triste é lembrar que só vamos retornar para a Casa Branca em 2017 agora. Não vai ser uma surpresa se for a última temporada da trama, ou o começo do fim. Os personagens já estão no fundo do poço e o que vier agora vai ser fatal. O jeito é esperar pra ver. Nos vemos em 2017!

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER