Humans 1×03 — Episode 3

Até que ponto antropomorfizamos nossos objetos ou bichinhos de estimação é a discussão principal do Episode 3

Eu não esqueço. Não posso ficar com raiva, deprimida ou envenenada. Sou mais rápida, mais forte, mais observadora. Não sinto medo. Apesar disso, não posso amá-los” — ANITTA.

O ser humano tem o desejo irrefreável de antropomorfizar qualquer coisa com a qual mantem muito contato. Assim, bichinhos de estimação são rapidamente transformados em alguém da família e recebem classificações como filhinhos. O mesmo se aplica a aparelhos eletrônicos, como celulares, videogames. Imagine quando a realidade evoluir e itens eletrônicos vierem com a aparência humana?

É exatamente esse o futuro criado em Humans.

Em mais um eficiente episódio, o drama dos sintéticos e como são encarados pelos seres humanos ganhou novas tintas, principalmente quando olhamos as duas principais causadoras da catarse: Niska e Anitta.

Episode 3

Primeiro, em relação a robô amante. A loira continua em sua jornada de autoafirmação e não aceita mais o mero rótulo de sintético pensante. Ao passar agir como um ser humano e negar voltar ao grupo de Leo e Max, ela renega sua própria origem e busca um novo lugar diante desse mundo que se descortina.

Renegar suas origens e encarar que as coisas não são imutáveis é um dos maiores avanços da personagem. Perceber que os humanos são imprevisíveis e nem sempre correspondem a estereótipos pode ensinar muito a Niska. Pode levá-la a controlar seus impulsos, como o fez ao não matar o pobre rapaz que conheceu em um bar.

Suas atitudes tiveram desdobramentos e atingiram o oficial Drummond. Como será que ele ficará quando perceber que sua mulher poderá nutrir sentimentos nada cristão pelo seu sintético sarado?

Anitta continua desempenhando sua função como robô doméstico, porém, pouco a pouco, lampejos de sua antiga vida surgem e revela-se ante o espectador. Mattie foi a que chegou mais próximo de descobrir quem de fato é a oriental sintética.

É em Anitta que a série deposita as principais questões existenciais e filosóficas. A natureza das emoções humanas ganham novos contornos quando é interpretada por algo que não é inerentemente humano.

Elsten criou cinco sintéticos com dispositivo a desenvolverem pensamentos próprios. Os motivos que o levaram a fazer isso e que culminaram com sua morte ainda não foram revelados, mas pouco a pouco a série vai montando o quebra-cabeça. Leo não é totalmente humano e resta saber como isso aconteceu.

Humans se divide em dois planos claros: o mistério físico e o drama filosófico. Até o momento, não decepcionou em nenhum dos dois.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER