Humans 2×01 — Episode 1

Humans retorna ainda mais instigante nos dilemas morais dos androides.

Se tivesse o poder de criar vida, o faria?” — NISKA.

Em Platão, a tomada de consciência é metaforizada com o mito da caverna. Nada mais emblemático que Humans valer-se desse mito em seu primeiro episódio da segunda temporada. Nele, um androide dentro de uma mina colombiana desperta para sua realidade e abandona o trabalho, saindo da escuridão de uma caverna e buscando a luz na superfície.

Humans retorna para sua segunda temporada sem facilitar nos dilemas morais que os androides enfrentam. Mas, como se trata de ficção científica, os dilemas são mais humanos que robóticos. A todo o tempo, o espectador questiona-se se ele mesmo ainda permanece inconsciente, robótico, automático.

Niska é a responsável por isso. Vivendo em Berlim, ela tem um rápido flerte com uma garota que a faz questionar-se sobre sua própria existência e seus propósitos. É graças a essa moça que Niska toma a decisão de espalhar a consciência sintética pela rede. O que ela não previa (e nem o espectador) é que nem todos os androides seriam despertados. Alguns poucos escolhidos ganharam o poder de sentir.

Uma dessas é Hester, operária em uma indústria de produtos químicos. Naturalmente, os humanos percebem o quanto pensar é perigoso, ainda mais para aqueles responsáveis pela força de trabalho bruta. Para sorte de Heller, Max e Leo a socorrem. Ambos estão acolhendo os despertos.

O que vai contra os desejos de Mia/Anitta. A androide deseja apenas construir uma nova comunidade onde os androides possam conviver sem serem perturbados. O fato dela trabalhar para um humano e ajuda-lo financeiramente poderá ser um problema a isso. Especialmente pelo fato de seu patrão, Ed, poder vir a interessar-se romanticamente por ela.

Enquanto isso, os Hawkins mudam de casa e tentam se adaptar. Laura e Joe fazendo terapia de casal para se acertarem após a traição dele. Sophie sempre fofa ainda aguardando o retorno de Mia. Mas o mais interessante nesse segmento é a discussão mão de obra qualificada x mão de obra mecânica e barata. Joe acabou sendo demitido e nada pode ser tão mais atual que isso.

O choque fica por conta de Niska chegando a eles e aceitando ir a julgamento desde que seja considerada humana. O pedido é peculiar e abre precedente. Se ela conseguir isso, qualquer outro androide com sentimento poderá requerer o mesmo.

Enquanto isso, nos Estados Unidos, novos e interessantes personagens são introduzidos. O destaque fica por conta a doutora Athena Morrow, uma especialista em inteligência artificial que se recusa a trabalhar para o mercado. Carrie-Anne Moss volta a viver um personagem importante dentro de uma ficção científica. Impossível conter os gritos ao vê-la em cena.

E Milo Khoury, uma espécie de Mark Zuckerberg do futuro, dono de uma empresa de autômatos. O desejo dele é contar com a ajuda da cientista para descobrir como alguns androides adquiram consciência.

Sem dúvida, Humans começa muito bem sua segunda temporada, explanando muito bem seus arcos, seus rumos e, o mais importante, proporcionando reflexões relevantes para os nossos tempos.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER