iZombie 1×11 — Astroburguer

Mais uma vez iZombie dá show, se não no roteiro, na perpetuação do humor negro

O mundo é que está louco e eu tenho provas, Zumbis são reais, Liv. As bolsas térmicas estão cheias de cérebros. É muito para absorver, eu sei, mas vou explicar tudo e não se preocupe, pois vou mata-los, vou matar todos eles”. LILYWHITE, Major

Como já comentamos algumas vezes por aqui, o roteiro de iZombie nem sempre é dos mais originais, apesar de grande parte do contexto da série ser bastante criativo. Mesmo tendo como base as HQ’s os produtores conseguiram criar algo totalmente novo, mas algumas vezes o ritmo das coincidências que encaminham para a conclusão da temporada são quase óbvios demais.

Ainda sim Astroburguer consegue compensar o fato de Major se internar no mesmo hospital que Scott E esta internado, só para fazer amizade com o rapaz que alega ter gravado um vídeo do massacre no Lago Washington, o lugar onde Liv se transformou em zumbi e Scott E acabar sendo morto nesse mesmo período, por um motivo totalmente aleatório. Como eles compensaram esse soco no estomago? Com um episódio pra lá de engraçado e bem elaborado.

Talvez muitos não concordem, mas o Johnny Frost da alucinação de Liv foi bem convincente durante boa parte do episódio. O roteiro compensou criando uma sequência de acontecimentos que mascarou bem o fato de Liv estar sempre sozinha quando falava com a alucinação, sem contar que a única coisa nesse sentido que estava acontecendo era ela conversando com os diabinhos do HellFire Chezzy Puff.

iZombie

Foi triste descobrir que boa parte das aparições de Major também foram apenas fruto da imaginação de Liv, pois nem nesses momentos eles escorregaram. Estava tudo bem arranjado para realmente parecer que eles estavam juntos e, apesar de ter conseguido sacar o Johnny Frost, a revelação sobre as alucinações com Major acabaram sendo uma surpresa.

A relação entre Ravi e Peyton, ao contrário do que imaginávamos, continua muito bem. Apesar de Peyton ter perdido boa parte do impacto como uma boa personagem, ainda sim ela é engraçada e linda, portanto é bom saber que nem tudo está perdido.

Destaque especial para Blaine que infelizmente tem tido uma rotina como aquele tipo de vilão tão mau que nos faz sentir raiva dele, isso quase sempre quer dizer que o ator está fazendo um bom trabalho e apesar de David Anders estar ótimo no papel, o personagem em si tem se tornado um tanto cansativo.

Por fim, como sempre, destaque mais que especial para Major que praticamente liderou o episódio. Enquanto Liv buscava o vídeo misterioso da festa, ele fez o que precisava ser feito para garantir alguma paz de espírito para si, ou no caso, para fazer descobertas bombásticas que ele ainda não sabe que envolvem a amada.

Em Dead Rat, Live Rat, Brown Rat, White Rat aparentemente saberemos mais sobre a repercussão das descobertas de Major, assim como, pelo nome do episódio também teremos mais atenção sobre o assunto da cura quase descoberta por Ravi. Faltam dois episódios para o fim, e Liv ainda terá que lidar com o zumbi que acidentalmente criou.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER