Jane the Virgin 1×02 — Chapter Two

Novas relações e desilusões fazem parte do Chapter Two.

Nós ouvimos o coração, mãe. E eu comecei a pensar sobre isso. Não queria que isso tomasse minha vida e mudasse tudo, mas vai. Porque não é um milkshake, é um bebê”. — VILLANUEVA, Jane

A saga de Jane continua e o Chapter Two nos apresentou muitas informações novas. Sabe uma daquelas Leis de Murphy que diz “nada é tão ruim que não possa piorar”? No caso, não estou fazendo referência à série — que apesar deste episódio não ter mantido o nível do piloto, ainda promete muito — mas sim à vida da protagonista, que realmente está uma bagunça.

Para Jane, parecia muito fácil fazer planos de dar à luz e em seguida entregar o bebê para o pai e a madrasta. Seria estranho se as coisas realmente fossem por esse caminho, pois gerar um filho, mesmo sem ter sido planejado, não é como um milkshake que dá para dividir por aí.

Essa realidade caiu como um enorme peso na vida da protagonista depois que ela descobriu mais sobre o passado nada bom de Rafael, que no fim acabou se tornando uma pessoa melhor depois da experiência do câncer. Não restam dúvidas que este é só o começo de uma relação entre Jane e o pai do bebê.

Todos os personagens logo começaram a criar laços entre eles e podemos dizer que há surpresas, ou não. O fato é que alguns podem se perder em um jogo de mentiras e traições e não é difícil relacionar isso a Petra e Michael.

O detetive não teve momentos muito agradáveis, seja quando ele se viu como importante representante do ponto de vista masculino em uma reunião da família Villanueva, ou quando pediu que Jane largasse o trabalho por ciúmes de Rafael.

Foi importante Jane ter se garantido no emprego e ter mostrado que machismo na série não tem vez. Apesar de o assunto ser discutido com sutileza, é notável o tom ativista. Com isso, Jane the Virgin ganha muitos pontos. É importante esclarecer que Michael não parece ser o vilão da história. É verdade que ele cometeu alguns deslizes no episódio, mas dá para sentir que ele é um cara bom e que talvez tenha se redimido no final.

Já Petra ainda pode ser uma grande interrogação. A chantagem de Michael para que ela terminasse o affair com Roman Zazo — que vem a ser amigo de Rafael — não parece ter surtido efeito do jeito que o noivo de Jane queria. De qualquer forma, ainda é cedo para apontar quem pode estar por trás do assassinato de Zaz.

Outro personagem que mal chegou e já trouxe novos ares para série é Rogelio de La Vega, interpretado por Jaime Camil — ator que é figurinha mais que conhecida dos brasileiros por ter atuado em novelas mexicanas que já passaram por aqui.

A aparição de Rogelio comprova ainda mais o tom da narrativa que Jane the Virgin pretende passar. O pai de Jane é caricato e é a personificação de um roteiro que brinca com as tramas latinas. Esta é a receita que pode vir a transformá-lo em um dos melhores personagens.

Entre as surpresas que o Chapter Two trouxe, também destaca-se a relação entre Rose e Luisa. Antes apresentadas como ex-amantes, acabamos descobrindo que a primeira é casada com pai da segunda. E não acaba por aí: Rafael corre o risco de perder o hotel caso a médica seja processada por Jane. Mais um grande drama familiar para todos ficarem ligados em Jane the Virgin.

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER