Jane the Virgin 2×05 — Chapter Twenty-Seven

Com o Chapter Twenty-Seven, Jane the Virgin prometia um episódio tóxico. E a promessa foi cumprida.

98% é por causa do Mateo. Mas 2% é porque eu meio que me importo com você, Petra.” — VILLANUEVA, Jane

O que falar desse Chapter Twenty-Seven que acabamos de conhecer e já consideramos pacas? A zoeira estava sem limites, do jeito que a gente gosta e com direito a um roteiro fazendo piadinhas subliminares com as músicas de uma certa Neide. Por outro lado, também ganhamos muitas novas informações quanto aos outros enredos.

Quem nunca teve essa experiência de encontrar o ídolo em algum lugar e sair dançando com ele como se fossem melhores amigos da vida inteira? Sim, estou falando só na imaginação mesmo. Era óbvio que com Jane não ia ser diferente e, já no primeiro encontro, ela foi dançando Toxic ao lado de ninguém mais, ninguém menos, que Neide Britney Spears! Foi uma cena divertida e a protagonista nos representou muito bem com o momento fangirl.

O que concluímos com a participação de Britney na série? Que como atriz interpretando a si mesma ela é uma ótima cantora. Mas valeu cada minuto do episódio e cada desentendimentoney com Rogelio (principalmente ele usando a roupa vermelha do clipe de Did It Again). No fim das contas, tudo não passou de uma má interpretação dos fatos e os dois voltaram a ser amigos como uma boa amizade do pop deve ser.

jane-the-virgin-chapter-twenty-seven

Ah! Lembram do beijo entre Britney e Madonna no VMA de 2003? Foi tudo ideia do Rogelio, repassem.

Enfim, a ocasião que trouxe a princesa do pop para o hotel Marbella foi o casamento entre Petra e Milos. Aliás, essa história envolvendo os dois está um pouco mal contada. Ficou claro que a loira não queria casar com ele e só concordou porque estava sob ameaça. Jane e Rafael até tentaram ajudar, mas não resolveu.

O lado bom é que as cenas entre a protagonista e Petra foram fofas e evidenciou o lado bom da ex-esposa de Rafael, que nunca foi somente uma vilã. Claro, além de ter mostrado o lado de Jane que todo mundo já conhece: a mulher que mal tem paz pra cuidar de si mesma e do filho, mas está sempre disposta a ajudar os outros.

Grande lição que Jane the Virgin nos dá. Se os roteiristas resolverem desenvolver uma amizade entre as duas, tenho certeza que ninguém vai reclamar.

Pudemos acompanhar também a saga de Alba para conseguir o visto permanente e se tornar uma cidadã legal nos Estados Unidos. Com isso, pudemos conhecer o Jon Snow de Jane the Virgin! Isso mesmo, um ex-noivo de Xiomara, que dificulta um pouco as coisas para a abuela por causa de um crime que ele e Xiomara cometeram no passado. Nada que a avó e mãe de Jane tenham conseguido resolver graças a uma barra de chocolate 70% cacau e 30% maconha.

Alba e Xiomara chapadas por conta da maconha foi um dos pontos altos do episódio, com o perdão do trocadilho. Jane, como sempre, teve que cuidar das duas e isso resultou em momentos bem engraçados.

Por fim, o Chapter Twenty-Seven nos fez ir do céu ao inferno (ou vice-versa) em quarenta e poucos minutos, o Team Michael que o diga. Lembram da babá eletrônica da discórdia do episódio passado? Pois é, Rafael realmente não sabia de nada sobre a fuga de Nadine, mas o detetive só foi descobrir isso tarde demais. Em um acesso de fúria, pensando que o dono do Marbella havia o entregado, Michael brigou feio com Rafael. Porém, quem saiu ferido foi Mateo. Foi de partir o coração ver a criança chorando e com uma ferida no braço.

Ver o filho machucado por um estilhaço de vidro foi a gota d’água para Jane. Ela decidiu que Mateo deveria vir em primeiro lugar sempre. E que Michael por perto não seria o melhor para ela e o bebê.

Algumas pessoas podem pensar que o triângulo amoroso vai acabar por aí, mas não seria errado dizer que é bastante improvável — visto é uma parte muito importante pra série, apesar de Jane the Virgin e a própria Jane em si serem maiores que isso. De qualquer forma ainda está muito claro que Jane gosta mesmo de Michael, por enquanto. O sorriso de orelha a orelha que ela deu pensando nele no início do episódio exemplifica muito isso.

Ao mesmo tempo, Jane não está errada em se afastar do detetive por um tempo. O que ele fez com Rafael — e sem querer com Mateo — é pouco compreensível. Porém, o sentimento da protagonista ainda existe. Não pode ter sumido de uma hora para outra. Ou seja, é difícil acreditar que Jane vai correr para os braços do pai do filho dela. Bem, pelo menos essa seria a lógica. Mas em se tratando de Jane the Virgin, sabemos que tudo pode acontecer.

Gostou do episódio? E da participação de Britney Spears? Dê uma nota para o Chapter Twenty-Seven e deixe seu comentário!

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER