Jane the Virgin 2×18 — Chapter Forty

Chapter Forty nos prepara para qualquer tipo de coisa boa ou ruim que possa acontecer até a season finale.

Menos peitos. Deus não precisa ver peitos enquanto você entra no sacramento do matrimônio.” VILLANUEVA, Alba

Falta pouco tempo para o casamento de Jane e as coisas precisam estar nos devidos lugares. Nada pode atrapalhar os planos, tudo tem de sair como os conformes e nenhum imprevisto pode ocorrer. Bem, isso é o que deveria acontecer, mas os roteiristas não estão querendo dar sossego.

Não poderíamos esperar outra coisa de alguém que é mãe, professora assistente, noiva e está tentando uma carreira como escritora. Parece coisa demais para uma pessoa só e realmente é. Em todas as situações e principalmente neste contexto, sempre é bom ter alguém pra ajudar.

Para Jane, esse alguém é Xiomara, apesar de ter mais gente com quem ela possa contar. A própria mãe sempre foi a melhor amiga dela. Quando as duas brigam, ambas perdem duas pessoas em uma.

Com o casamento tão próximo, Jane e Xo precisam uma da outra. Mas o ponto forte da série é fazê-las voltarem a se falar por causa de uma encenação tosca que Rogelio arquitetou.

Ele foi certeiro em meio a tantas precipitações e exageros que vem preparando desde, no mínimo, o episódio passado. Com isso, a participação do personagem no episódio foi de uma excelência incrível.

Enquanto ainda não tinha as coisas resolvidas com a mãe, Jane precisava lidar com a orientadora. Ela pode ser chata e não gostar da protagonista, mas é necessário defendê-la. Acredito que a série tenha colocado uma carapuça na personagem que não deveria existir.

É super normal ela não querer se casar por ser contra o casamento ou qualquer outra coisa do tipo, e isso não a torna uma pessoa fria e sem sentimentos como o narrador colocou. Podia ter ficado sem essa.

Voltando ao lado bom de Jane the Virgin, Gina Rodriguez mais uma vez vem provando porquê é uma das grandes atrizes do momento. A atuação dela já vem sendo digna de mais prêmios há algum tempo e isso foi provado mais uma vez no Chapter Forty.

Quando interpretou a personagem do livro, Gina mais que convenceu ao mudar pequenos trejeitos, tom de voz… tudo. Tatiana Maslany ficaria bem orgulhosa (fãs de Orphan Black entenderão a referência).

As situações em que Jane obriga o alter ego dela a “virar” lésbica ou terrorista foram sensacionais e estão me fazendo sorrir até agora. Tomara que a melhor dançarina de salsa da história dos livros volte a aparecer na série mais vezes.

Agora, precisamos falar sobre Mateo. Quem deixou o menino mal começar a falar e já causar uma torta de climão daquela? Claramente fez jus ao sangue Villanueva e Solano nas veias. Óbvio que a culpa não é dele. Ao contrário, ele continua sendo a criança mais fofa e é normal que um bebê fique repetindo palavras aleatórias pra pessoas também aleatórias.

E é bom que a série toque em assuntos como esse. Não acredito que Rafael tenha pedido mais tempo com Mateo por ciúmes do Michael, até porque não tem motivo. O pai sempre vai ser ele e quem ganha é a própria criança por também ter um padrasto maravilhoso como o detetive. Não é hora de procurar problema onde não tem e resumir isso a discussões por causa de ship. Um conselho: vamos apenas apreciar essas linda família em formação.

Já que falamos do Rafael, aproveito para dizer que ele tem cansado a beleza intercalando burrices e espertezas nos episódios. Uma hora ele tem atitudes certas e logo depois toma umas decisões que dá vontade de arrancar os cabelos de tanta falta de lógica.

Ele só podia estar realmente desesperado pra comprar aquela parte do hotel. Não tem outra explicação o fato de usar o dinheiro que conseguiu ilegalmente.

Também não se pode esquecer que por trás disso tem Anezka, a irmã gêmea de Petra. Pode ser que tudo tenha se desencadeado por conta da inocência e boa vontade da moça, mas em Jane the Virgin nunca é bom confiar em tão pouco tempo. Se ela já aprontou isso tudo, o que será que é capaz de fazer agora que parece estar gostando de Rafael?

Pode-se dizer que, a partir de agora, estamos sendo preparados para qualquer coisa. Existe o mistério do vestido de noiva, que por sinal achei uma ótima ideia não mostrar ainda. Isso faz de nós, meros espectadores, convidados do casamento como se fizéssemos parte daquele universo.

Mas será que ele vai de fato acontecer? Quem é a pessoa que está fotografando Michael e que, provavelmente, vai ter alguma ligação com isso? São apenas algumas das perguntas que vamos descobrir nesse restinho de temporada que resta.

Até lá podemos torcer muito para que não seja nada ruim.

E você, gostou do episódio? Já está com gostinho de saudade da série? Então dê sua nota e fique a vontade para fazer comentários. Fique com a promo do próximo episódio e até o Chapter Forty-One!

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER