Jessica Jones 1×06 — AKA You’re a Winner

Em AKA You’re a Winner, Jessica Jones deixa sua trama principal de molho novamente.

Sou grosseira com todo mundo.”— JONES, Jessica

No episódio passado, o jogo entre Kilgrave e Jessica esquentou. Nos primeiros minutos deste, já ficava evidente que ele iria esfriar novamente. Assim, Jessica Jones cai em um loop que impede a trama principal de avançar e continua ressaltando as falhas do roteiro e da direção.

Ainda tentando descobrir mais detalhes sobre a morte de sua mulher, Luke Cage encontra uma pessoa que pode ajudar, porém, ela também quer algo em troca. Ele então procura pelos serviços da Codinome Investigações para realizar a troca e por fim, obter informações sobre o evento que mudou sua vida. Jones logicamente aceita o desafio e é interessante vê-la se certificando de sempre estar um passo a frente de Cage para manter seu segredo guardado. Malcolm também deixa Luke a par dos últimos acontecimentos da vida da investigadora envolvendo Kilgrave.

A alternância entre as tramas paralelas acaba quebrando o ritmo do episódio diversas vezes. Hogarth é uma das personagens mais cansativas da série, com falas sempre parecidas e descartáveis — dá até para pensar que sua inclusão na série foi apenas para aumentar o já considerável apelo sexual da produção. Incomodou também ver o quão deslocada Hope está. A reviravolta envolvendo-a faz efeito no primeiro momento, mas a insegurança de que isso se torne mais um filler no meio de tantos outros prevalece.

É evidente que a série não tem combustível para abordar tramas tão densas assim simultaneamente. Deveriam optar por roteiros mais fechados, sem tanta coisa solta. Ou então evitar a alternância já citada e demorar um pouco mais para introduzir o vilão que traz consigo o centro da história — como foi feito em Demolidor da Marvel.

Antes de falar do que agradou no episódio, vale observar as péssimas cenas de ação. AKA You’re a Winner deixou muito claro para o telespectador o amadorismo das mesmas ao investir numa sequência mais longa. É incontável o numero de pessoas arremessadas na parede por Jessica, uma atrás da outra. Não convence nem um pouco.

Nas críticas passadas, comentei sobre algumas diferenças entre as HQ’s e a série. Uma das maiores é de Jessica ter matado a mulher de Cage; tal acontecimento é exclusivo do universo da série. Uma sacada genial bem explorada aqui. Então, justiça seja feita, a cena em que Luke confronta Jones após descobrir a verdade sobre a morte da esposa salva o episódio. Há uma carga emocional muito forte imposta ali, e quem assiste consegue sentir isso. Os atores estiveram em sintonia como nunca antes.

Cedo demais, Jessica Jones já começa a patinar em seu próprio terreno, embora entregue alguns bons momentos que mantêm as pessoas coladas no sofá torcendo para ver uma produção morna se tornar aquela série cheia de personalidade prometida.

Após dar uma nota abaixo, você pode também contar o que achou de AKA You’re a Winner nos comentários. Não se esqueça também de, nos intervalos da sua maratona, voltar aqui para ler as outras críticas. Até a próxima!

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER