JJ ABRAMS: MESSIAS_2010

Nesta terça-feira, 9, o Diretor/ Produtor/ Ator/ Modelo/ Manequim/ Eclesiástico/ Agnóstico/ Cientologista/ Gênio-do-Crime/ Presidente-Honorário-da-Associação-de-Pais-e-Mestres J.J. Abrams, recebeu o Prêmio Nobel da Paz por seus serviços prestados a humanidade.

Muitos diretores, produtores, pais e mestres ficaram super invejosos com a premiação.

Entretanto, uma rápida retrospectiva da carreira desta “pessoa humana incrível” deixa claro o merecimento por este prêmio.

“As contribuições que o Dr Abrams fez para a humanidade são as mais significantes já registradas desde a invenção do pão de forma ou da morte de John Lennon”, disse o Diretor da Associação de Anciões do Nobel, Friederich Mohnenheizenberglemóvsky.

Após uma extensa entrevista, conseguimos uma lista substancial dos benefícios que JJ Abrams trouxe para a nossa vida:

Em primeiro lugar, este artista incrível dirigiu Alias, onde uma mulher não-tão-sensual-assim fazia uma releitura de Nikita, como uma espiã que batia em todo mundo e matava 17 pessoas por episódio, porque não sabia exatamente o que fazer da vida.

Mais do que isso, Alias levantou a indústria de tinturas para cabelo, através da força de uma personagem que usava 318 perucas por episódio.

Em seguida, JJ Abrams criou um dos maiores fenômenos da história da televisão:

Lost era uma série sobre pessoas de todos países presos num lugar que eles não sabem onde fica, de onde eles não conseguem sair, e onde tem que lutar para sobreviver enquanto pensam o que diabos eles estão fazendo ali.

A série foi confundida com um thriller de mistério, ação, suspense e aventura mas, na verdade, era só uma reflexão sobre a ontologia da raça humana com um roteiro planejado para dar sustos nos espectadores incautos.

Mais do que a coqueluche epidêmica que se espalhou com o fenômeno existencial que Lost provocava no público, muitos começaram a questionar como um homem comum podia ter criado uma história que sintetizasse tão bem a eterna crise existencial da raça humana. Só um verdadeiro gênio poderia ter criado algo tão ORIGINAL.

JJ Abrams alegou não saber do que essas pessoas estavam falando, já que ele só estava recriando uma outra série antiga.

Entretanto, enquanto prolongavam-se os longos 42 anos de série de Lost, encurtava-se o tempo para dar respostas a todas as perguntas idiotas e sem sentido que a série criava. Dessa forma, JJ Abrams se viu na obrigação de criar uma nova série que explicasse, de maneira simples, direta e dogmática, toda e qualquer questão sem reposta nesse mundo.

Assim nasceu Fringe, uma série sobre agentes do FBI que trabalham numa divisão secreta e inexplicável e solucionam casos exóticos.

As perguntas criadas nas séries anteriores

“Por que ela troca tanto de cabelo?”

“Porque os números da escotilha não me fazem ganhar a loteria?”

frustraram tanto o público, que a nova série de Abrams foi feita apenas para preencher esse vazio, trabalhando com uma premissa-chave que diz:

Com essa filosofia genial, JJ Abrams não só solucionou TODAS as perguntas não respondidas deixadas por Lost e Alias, como também abriu uma nova porta para a compreensão das séries contemporâneas. O público abraçou a ideia e hoje ninguém mais se pergunta coisas como…

Enfim, por todo o riot que JJ Abrams evitou ao cessar as perguntas inexplicáveis que regem todas as séries do mundo, o Prêmio Nobel da Paz de 2010 foi muito mais do que merecido.

Os efeitos do Dogma de Fringe na humanidade, entretanto, geraram o plot de outra série recém estreiada, que visa retratar um futuro próximo, após o assentamento dos efeitos mencionados:

PS: não queria terminar sem chamar atenção para essa maquiadora que ficou no meio do set enquanto as câmeras rodavam:

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!