Lost: Season 5 — Como ficamos?

Acima de tudo, a quinta temporada deixou algumas coisas bem claras para todos os seus fãs. A primeira é que viagem no tempo é uma loucura que não fará sentido por mais detalhada que seja a explicação… Pelo menos até agora. A gente aceita pq confia e pq é Lost.

A segunda é que a série está mesmo se dirigindo a uma reta final, com diversas respostas chegando de mansinho. Isso dá um alívio! A terceira é que esta foi a temporada do Sawyer. O personagem tem destaque desde o primeiro ano, mas foi sem dúvida na quinta temporada que ele demosntrou ainda mais seu caráter, conquistou a parcela do público que ainda o via com maus olhos e ainda arrebatou Juliet e Kate. Tadinho do Jack…

Além disso, Holloway provou ser um ótimo ator. Enquanto Matthew Fox pediu para ser apagado e os roteiristas encaixaram a insanidade (ou tomada de fé) do personagem na história, o Sawyer de Holloway assumiu a liderança daqueles que ficaram na ilha e logo depois ainda arrebatou aqueles que Jack trouxe. Aliás, o auge deste último nesta temporada foi a cena de tiroteio em que ele honestamente está mais para Jack Bauer do que para Jack Shepherd.

Jack já teve dias melhores. A missão dele era só levar os caras até a ilha e passar a bola? Pq se for, parece que nesta temporada Jack só passou a bola. Nem para explodir uma bomba instável e super perigosa de plutônio ele serviu. Deu Juliet na cabeça.

Aliás, o carisma de Juliet também merece ser reassaltado. De Juliet e de Sawyer, na verdade. Caso contrário a audiência não teria recebido tão bem o romance dos dois. Não vi uma pessoa sendo contra o amor de La Fleur e Juliet. Eu diria até que a história de ambos atingiu pontos que nenhum romance de Lost havia conseguido antes. O que foi aquela cena estilo “Jack-Rose” de Titanic??? Uma aula para James Cameron.

E finalmente conhecemos Jacob, que foi interpretado por Mark Pellegrino (Dexter), e carregava em si um carisma meio que cristão. Sempre bondoso e compreensivo, com curas milagrosas e tudo mais. O cara era tão foda que até reviver o Locke ele conseguiu, o que nos leva a crer no seguinte: mortos não vivem de uma hora para outra na ilha. Isso foi ressaltado milhões de vezes. Com Locke não foi diferente. Há um impostor por detrás de seu “corpo”.

Dentre os mortos vivos, já vimos Christopher Shepherd, Claire e John Locke vagando pela ilha, até mesmo se comunicando. Ok, Claire não temos muita certeza, mas os outros dois são óbvios. Tb acreditamos que o monstro de fumaça tome a forma de pessoas mortas, como aconteceu no templo abaixo da terra onde Alex disse que Ben deveria seguir tudo o que Locke mandasse.

Não fica claro para você que temos dois lados mexendo os peões por algum motivo ainda desconhecido? Para mim o monstro de fumaça representa o oposto de Jacob. Note que eu nem digo o que Jacob representa, pq na verdade não sei. O curioso é que, enquanto todos nós acreditávamos que Ben manipulava a todos, na verdade vemos que Ben era manipulado pelo monstro, que se aproveitava de sua mania de grandeza e necessidade de estar no comando.

Manipulando a emoção e se aproveitando da fé dos personagens, o Monstro jogou todos contra Jacob. Escalou Ben para matá-lo pq, por algum motivo, ele não pôde fazê-lo. Talvez ele nem seja matéria sólida o suficiente. Sei lá… E quando Jacob disse que eles estão voltando, deve ter se referido aos oceanic six que foram parar na década de 70. Pq seria sacanagem se os roteiristas nos privassem de ver Sun e Jin se reencontramos.

Por mais que a união de um casal possa parecer clichê, a maioria de nós assiste a série acreditando que isso vai acontecer, apenas querendo saber como isso vai acontecer no final. Sem contar as inúmeras perguntas que a gente tem na cabeça e até esquece. Mas eu destaco algumas que, a partir de agora, terão mesmo que ser respondidas:

1- Pq Jacob e o monstro de fumaça combatiam entre si?

2- que é o monstro de fumaça e quem foi Jacob?

3- Pq tantas coisas especiais aconteciam nesta ilha, como viagens no tempo, cura etc.?

Se até o final da série estas perguntas não forem respondidas, eu realmente vou me sentir um otário. A não ser que os caras insiram outros elementos que confirmem que minha teoria está furada. Mas, para mim, tudo se trata de um conflito entre o bem e o mal, sendo que Jacob e o Monstro são um e outro.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER